tendencia
Publi e MKT

05 tendências para comunicação em 2016

Não é novidade para nenhum brasileiro, a crise está aí e mais do que nunca, nos últimos tempos, tem sido de extrema importância utilizar a inteligência para fazer negócios. Toda aqueles passos importantes de cortar gastos, diminuir custos e maximizar resultados ganharam uma nova roupagem quando pensamos numa crise do século XXI.

Pensando nisso, analisamos e separamos o que acreditamos que serão as 05 tendências para a comunicação no ano de 2016. O que mais sonhamos em acontecer é que executivos/clientes entendam o quanto a publicidade é necessária.

outdoor publicidade crise desenvolvimento criatividade

Esqueça verbas altíssimas para mídia (principalmente se é de um mercado menor), entenda que o cliente passará a prestar mais atenção no ROI e principalmente, faça o dinheiro – seu e do seu cliente – render, afinal ele é como oxigênio para o seu negócio. Mas vamos combinar, todos os clientes precisam ter em mente uma coisa que sempre friso na minha agência:  Veículo no século XXI mudou de concepção, tudo é veículo. Clientes que investem em propaganda criativa em tempos de crise, se diferenciam e garantem melhores oportunidades no pós-crise.

Tendo isso em mente vamos às tendências em comunicação para 2016.

1. Marketing Digital

Essa dita modalidade de marketing no meio digital veio para ficar. Para mim não existe essa coisa de digital e analógico, tudo é parte do marketing e irá depender de sua estratégia para adequar quais mídias serão mais interessantes em se investir tempo e dinheiro.

Vale lembrar que estratégias de marketing digital não é ter um site institucional apenas. Existem uma gama de serviços que devem ser pensados em conjunto: conteúdo, SEM, SEO, mídias sociais, inbound marketing e outros.

O Marketing Digital se mostra como tendência devido à alguns fatores, que com certeza você já sabe, mas não custa repassar:

1. Viabilidade, ou seja, é fácil para que se inicie sua estratégia nele. A contratação de um especialista em marketing digital é financeiramente mais viável do que a de demais especialistas em marketing.

2. Baixo investimento inicial, com valores mais em conta já se pode setar uma campanha digital e começar a colher dados e interações. O principal é, a possibilidade de começar um negócio através de uma mídia digital tem sido maior, afinal as pessoas tem passado cada vez mais tempo frente uma tela.

3. Acessibilidade, se pensarmos que Conteúdo é rei, e que Contexto é Deus (como Gary Vaynerchuk gosta de dizer) entendemos como que o marketing digital vem se desenvolvendo. O real valor dele está no quanto de valor os clientes percebem ter retornado, ou seja, o quanto que seu vídeo no YouTube – por exemplo – está gerando de transformação para aquela pessoa. Pode ser um simples tutorial de como amarrar gravata, mas se sua audiência aprende a fazer todos os nós possíveis através de seus vídeos, temos sucesso!
Então vamos recapitular, iniciar no marketing digital é financeiramente mais viável que em mídia analógicas, no entanto não é simples e nem tão pouco menos trabalhoso. Exige tempo, dedicação e principalmente, conhecimento técnico para engajar a audiência crescente.

2. Escalar o inescalável

Se você acompanha o conteúdo do Gary Vaynerchuk, já deve estar familiarizado com esse termo. Escalar o inescalável é referente à construção de negócios através de atividades altamente ignoraveis devido ao trabalho que dá, mas que potencialmente retornam em satisfação do cliente, reconhecimento da marca e principalmente, relevância na decisão de compra.

A ideia de escalar o inescalável tem a ver com a dedicação que se coloca no negócio e no seu desenvolvimento. Trabalha com varejo e está com uma lista de leads com e-mail e telefone? Por que não entrar em contato de forma pessoal, lead a lead, passando sua mensagem e sua visão?! Dá muito trabalho, não é mesmo. Isso é escalar o inescalável, pense o quanto deixará esse lead satisfeito em saber que o CEO/Sócio da empresa que ele consultou entrou em contato com ele de forma pessoal, seja por telefone ou por e-mail.

Você tem um blog, alimenta com conteúdo e tem crescido em relevância mas ainda não está ganhando dinheiro? Aprenda a escalar o inescalável.

3. Planejar ações (e executá-las)

A inteligencia para planejar e executar ações mostra-se cada vez maior. Seja por que o mundo deseja uma otimização de investimentos, seja por que o dinheiro está escasso; planejar ações préviamente garantem segurança à sua equipe, qualidade para execução e noção dos prazos que se tem em mãos.

Para mim, a frase de Abraham Lincoln define tudo sobre a importância do planejamento.

Se eu tivesse oito horas para derrubar uma árvore, passaria seis afiando meu machado.
Abraham Lincoln

4. Propaganda (ainda) é alma do negócio

Existem os que afirmem: A propaganda como a conhecemos morreu. Ok, pode até ser que o modelo de agência como conhecemos no Brasil esteja condenado, mas de uma coisa eu tenho certeza, a propaganda nunca irá morrer. Sabe por que? Ninguém saberá vender qualquer produto e/ou serviço como um publicitário.

Se eu tivesse um único dólar, investiria em propaganda.
Henry Ford

O poder da publicidade está na sua capacidade de gerar valor. Como vimos no outdoor acima, o publicitário utilizou a crise – assunto muito popular – para gerar valor à mensagem que ele deseja passar. É simples, para ser relevante na decisão de compra sua marca precisa aparecer, mas aparecer da forma certa e nos canais certos. Nesse ponto a publicidade é imbátivel. Nós, publicitários não somos apenas especialistas em vendas, mas também consultores. Conseguimos ligar os pontos e ajudar a desenvolver produtos aceitáveis pelo mercado.

A publicidade sabe como contar histórias, e isso nunca deixará de ser tendência.

5. Conteúdo diferencia qualquer negócio

Já é de conhecimento público, conteúdo é rei. Sim, conteúdo é rei e saber gerá-lo com sucesso é a coroa. Simples assim. Marketing de Conteúdo é a nova onda do momento, toda empresa quer fazer, vê relatórios com resultados excelentes e principalmente, o que mais se fala na internet é sobre ebooks, whitepapers e webinários.

O que entendemos que o Marketing de Conteúdo é: gerador de valor. Entender que toda e qualquer estratégia que se coloque em conteúdo é pensando em longo prazo é o mínimo esperado. Por tanto, conteúdo pode dar muito certo se bem trabalhado, bem planejado e bem revisado.

O que achou das tendências para comunicação que separamos para o ano de 2016? Concorda ou discorda? Comente abaixo, vamos conversar. Adoraríamos saber qual a opinião de vocês e o que vocês acham que deixamos de citar.

Clique aqui para comentar ( )