Manter o foco no marketing digital é uma arte a ser perseguida.
Design

5 Dicas essenciais para ter foco no marketing digital

O marketing digital é sem sombra de dúvida um mundo fascinante e dinâmico, onde as opções são muitas, as ferramentas variadas e as possibilidades de negócio quase infinitas. Para quem está começando agora, o mar da web pode parecer ameaçador e instigante ao mesmo tempo. Pois é dinâmico demais e muda a todo o tempo.

Alerta importante!

Os número de players ou jogadores envolvidos nele é cada vez maior, a cada momento surge um novo “guru”. E nesse sentido, fica quase que compulsivo o uso dele e a aplicação de sua técnicas por todos. Fica quase que impositivo ou mandatório você migrar para o mundo da Internet e viver nele de vez.

Os empreendedores digitais vendem conforto, muito, mas muito dinheiro (milhões), flexibilidade, possibilidade de se trabalhar pouco, sem muito esforço e o melhor de tudo: sem você precisar sair de casa. Um mundo dos sonhos não é mesmo? 

Marketing Digital: venda ou ética, qual é o caminho?

Não, a realidade não é bem assim. Seja bem vindo ao mundo do marketing digital, uma área que seduz e caminha pela linha tênue da ética. O mar dos gatilhos mentais (eu já usei ao menos um até agora, afinal, sou publicitário, rsrs) e armas de persuasão.

ética é importante no mundo digital

A ética tem que estar acima de tudo!

Me desculpem, desde agora, pela sinceridade e tom forte e objetivo que vou seguir nesse artigo. Mas como redator publicitário, que estudou todas essas técnicas, me vejo no dever de alertar você, que está começando ou até mesmo você que já tem algum conhecimento, mas por estar envolvido não percebe tudo que vou citar aqui.

E quem sou eu para criticar? Ninguém, apenas um reles mortal que estuda há um ano o mercado digital com afinco e dedicação de pelo menos 4 ou 5 horas de estudo por dia, com cursos e tudo o mais. Não sou o suprassumo ou estou desmerecendo nada e nem ninguém, entenda bem isso.

Quero antes de tudo dizer que esse post vai além de uma simples lista, que por sinal era a ideia inicial, mas quero realmente me aprofundar e te passar alguma coisa do pouco que já observei por aí. Vamos lá? Preparado? Então vem comigo e conheça minhas 5 dicas.

  1. Escolha o guru que você mais se identifica

  2. Inicialmente, você vai se deparar com inúmeros sites, artigos e “mestres” em marketing digital, especialmente se seu estudo vier do Google. Mas é importante tirar proveito de cada um deles de forma bem próxima e peculiar.

    Escolhas no marketing digital

    Muitas escolhas, uma verdade!

    Mas como? Simples meu nobre: escolha aquele que segue os princípios e valores que você também acredita. Pode parecer uma dica boba, mas eu fiz isso e deu certo. Hoje parei de assinar as inúmeras newsletters que que fiz no começo (recomendo você fazer isso) para apenas focar naqueles que eu acho que vão me agregar valor de fato.

    Recentemente, te contei meus 10 sites de marketing digital favoritos onde falo quais são os caras que eu confio e recomendo você seguir, apesar de não concordar com tudo que falam. Da uma zapeada por lá, visite o site deles se você ainda não fez e me diga nos comentários o que acha. E claro que tem mais do que esses, mas essa coletânea tem os melhores.

  3. Coloque o aprendizado em prática 

  4. Esse quesito é aquela velha história, nada vem sem esforço. Normalmente as pessoas acreditam que esses players do mercado digital são os caras e se seguir os passo-a-passo que eles falam vai ser infalível, não precisa fazer nada que vai cair do céu.

     

    teoria e prática é essencial para empreendedores digitais

    Teoria não é nada sem prática!

    Isso é pura ilusão, não adianta sentar no sofá e acreditar que para conseguir o sucesso você precisa ser levado por eles. É exatamente o contrário, para ter êxito no marketing digital você precisa ralar, precisar suar a camisa. O aprendizado adquirido só vem da tentativa e erro, do bater cabeça, não adianta.

    Se você tem ética e valores, como tenho certeza que tem, não vai querer e nem precisar ser corrupto e roubar, aplicando golpes forçados por aí para vender. A frase “o crime não compensa” vem bem a calhar aqui.

  5. Não seja levado pelas “métricas da vaidade” 

  6. Recentemente, tem coisa de 2 semanas, O Bruno Ávila, publicitário e empreendedor digital citou isso magistralmente, em um polêmico vídeo (confira abaixo).

    Devo confessar que esse vídeo foi o que me motivou fortemente a fazer esse post, por isso o cito aqui. Nele, o Bruno fala inúmeras coisas, até mais do que estou mencionando, mas uma delas é exatamente o subtítulo aí em cima.

    Existe muita mágica e mito em cima de números dentro do marketing digital, a começar pelas cifras prometidas por aí. A casa dos milhões chega a ser brincadeira e “moeda de aposta” nas mesas de bar dos grandes nomes.

    Na produção de conteúdo, muitas fórmulas prontas são sugeridas como a chave para o sucesso. Inclusive a produção de conteúdo, especialmente artigos e e-books, sofrem com a perseguição dos “números infalíveis”.

    O 7 então ganhou até uma teoria, não sei se verdadeira ou não, que diz que ele representa a soberania da mulher na economia atual e portanto estaria diretamente ligado ao topo e a estabilidade nos negócios, por isso seria algo que “converte mais”, veja imagem abaixo.

    A profecia do 7 no marketing digital

    Fonte da imagem: Grupo do Facebook “Denúncias no marketing digital”

    No final das contas, tudo não passa de mito que sem comprovação prática não diz nada. Não estou falando que todas essas teorias não sirvam de nada e estejam erradas, mas só quero alertar que nem tudo procede.

  7. Seja um curador de informações

  8. O curador de informações nada mais é do que aquele que tem a habilidade em coletar conhecimentos em diversas fontes e produzir o seu próprio conceito. Essa definição bem popular, descreve o que precisa ser levado em consideração na indústria do marketing digital.

    muita informação

    Muita informação desvirtua!

    Como diz Arnaldo César Coelho, a regra é clara: é preciso priorizar o mais importante. Não acredite em tudo o que os gurus falam por aí e nem em todas as ferramentas e plug-ins que eles usam. Por dois motivos: primeiro porque a experiência de cada um é diferente, e segundo porque eles querem que você compre com eles (afiliados).

    Minha dica de ouro aqui é: tenha um olhar geral sobre tudo e todos nesse meio. Pegue as melhores sacadas de cada um e aplique, as melhores ferramentas e teste. Só assim você terá certeza se vale a pena ou não, até porque muita das vezes o que eles recomendam ou dizem que é bom, é pago e caro.

    Então, nada melhor do que praticar, praticar e praticar. Não existe aprendizado que não se complemente pela aplicação dele. Pois só assim, podemos avaliar o caminho correto a ser tomado, na tentativa e erro mesmo.

  9. Foque nas pessoas

Não é porque é a última dica que é ruim, pelo contrário. Deixei a mais importante para o final e de propósito. Ela é um resumo de tudo que escrevi até agora, mas ao mesmo tempo o elemento principal de todo aprendizado e uso das metodologias do marketing digital.

Você houve falar muito por aí que o conteúdo é rei não é? Pois eu te digo diferente. O conteúdo é o príncipe porque rei mesmo é o cliente, ele manda. Sei que agora você provavelmente lembrou da velha máxima da venda de produtos físicos, onde o cliente tem sempre razão.

Mas neste caso eu te digo que não é bem isso que quero dizer. Eu digo que sem as pessoas nenhuma estratégia ou negócio sobrevive. E sem pensar na experiência do usuário com o seu futuro produto ou serviço nada vale a pena, pois você não trabalha para o ar ou para as paredes, trabalha?

Foco nas pessoas sempre no marketing digital

Foco nas pessoas!

No marketing digital muito se fala em SEO, SEM, ganchos, gatilhos mentais e palavras mágicas como se fosse o salvador da pátria. Ajuda sim, mas não é a chave mestra, não é a abridora de portas e detentora de tudo.

O grande segredo então é você ter sempre em mente, quando for aplicar tudo que aprendeu (entendeu agora porque esse item é o último da lista?), que existem pessoas consumindo seu produto, existem pessoas lendo seu artigo e vendo seus vídeos caprichados. Então meu amigo, não adianta virar robô e buscar sempre números ou cumprir as regras da copy perfeita, porque isso é apenas o caminho, não o fim.

Faça marketing, não faça guerra!

Com uma adaptação livre da célebre frase do filósofo Hebert Marcuse, pedindo uma licença poética, quero encerrar este artigo com esse alerta importante e uma mensagem valiosa.

Em meio a tanta informação trazida pelo marketing digital não se afunde em métodos e esqueça de ser o que é: um ser humano. Nada vai mudar seu conhecimento e sua capacidade de aplicar corretamente as técnicas se você não disser amém para todo e qualquer guru que apareça.

Mas quero que você entenda também que não estou apedrejando e condenando esse trabalho, pois ele também é digno. Não é errado fazer marketing digital e nem vender, assim como também não é errado o que os profissionais do ramo fazem. Todo mundo tem que ganhar dinheiro e aplicar seu conhecimento.

ser humano é importante no marketing digital

Resgate o sentido de ser humano!

Não se pode reinventar a roda, agora já foi, tempo é dinheiro e vamos seguir a vida. O que falo e alerto é para que ao aprender não acredite em tudo que dizem e ao pôr em prática não aja mecanicamente. Não queira ditar regras, mas também seja humano, pense como um e faça coisas para pessoas assim como você.

E para terminar, fico feliz se você chegou até aqui, afinal foram mais de 1500 palavras até agora, quero reforçar que não sou o dono da verdade, não sou o senhor soberano que sabe tudo. Muito pelo contrário, estou longe disso, continuo um simples aprendiz. O meu papel nesse artigo foi apenas um alerta, para que fiquemos atentos e sigamos nesse belo e sedutor mundo virtual.

Clique aqui para comentar ( )