22_Falar em público-01
Inspirações

8 dicas para Falar em público

Imagine que tem de apresentar o seu trabalho a um grupo de pessoas ou mesmo a uma plateia. Estar confiante e relaxado, muitas vezes é complicado e são fatores importantes para que a sua apresentação seja positiva e muitas vezes se distinga um projeto do bom a excecional.

Esta semana, ficam aqui algumas dicas, que poderão facilitar e melhorar as suas apresentações.

 

Não entre em pânico

Seja confiante e relaxado o que fará ser mais simpático e a apresentação fluirá da melhor forma. Tente desfrutar o momento, aproveitando cada instante, não é todos  os dias que um certo número de pessoas estão atentas ao que irá dizer.

 

Seja relevante

Não tenha assuntos irrelevantes, para não criar momentos “mortos” que cansem os ouvintes. Entenda bem o que está a apresentar, provavelmente a apresentação não irá correr da mesma forma que planeou nos ensaios, no entanto, ao saber bem do que fala, facilmente o assunto fluirá. Mostre ao público a sua energia, a sua força e paixão pelo que está apresentar, o espectador sentirá.

 

Preparar a apresentação

Prepare a sua apresentação tendo em conta que será direcionada a um público. Seja simples e direto, não salte assuntos para mais tarde (“Eu vou falar sobre isso mais tarde”), para o ouvinte é muito confuso. Para tal, crie uma boa linha condutora, simples e sempre com temas fortes. Como já referido, sem momentos “mortos”.

 

Humor

Os melhores oradores são envolventes, claros e interessantes. Caso tenha um bom sentido de humor, ainda melhor. Em certos momentos, umas boas gargalhadas, relaxam sempre quem ouve e a si que está a apresentar. No entanto, escolha muito bem esses momentos, de forma inteligente.

 

Ensaios

Este é um dos tópicos mais importantes, ensaiar. Não existem limites, ensaia vezes sem conta, até que corra a 100%. Não decore o que tem de dizer, mas entenda. Ao decorar, se faltar uma palavra, pode atrapalhar-se e claro, isso irá ser visível aos olhos do público. Ensaie em voz alta, sentado ou em pé, da forma que achar melhor. Arranje um público para que possa simular uma apresentação e dar uma opinião. Deixe sempre espaço para a espontaneidade, o improviso é muito importante para que o público se sinta mais envolvido.

 

Tenha opções

Tenha sempre opções, para o caso de sentir o público desmotivado. Arranje forma de o cativar mais/ envolver, caso seja preciso. Imagine que está a apresentar um projeto a um grupo pequeno de pessoas, se a apresentação for desmotivante e desinteressante, mesmo que o projeto seja muito bom, este perderá valor pela sua apresentação.

 

Diferenças culturais

Existem diferentes pessoas e formas de reagir diferentes. Algumas multidões são mais silenciosas e reservadas e outras irão torcer mais. Com a experiência irá ter a capacidade de observar e ler qual o público que tem à sua frente.

Este ponto é importante, pois só sabendo se o público está a apreciar e envolvido, é que poderá manter ou alterar a sua apresentação (plano B).

 

Emoção

Um dos fatores que mais envolve as pessoas, são as emoções. Tente fazer com que o público sinta o que está a apresentar. Este aspecto pode ser uma ajuda para quando os observadores estão desmotivados e pouco envolvidos.

 

Estes foram alguns tópicos importantes para que as suas apresentações corram da melhor forma. O aspecto mais importante é saber bem o que está a apresentar e não estar nervoso. Depois tudo irá fluir de uma forma bem natural. A experiência ajudará a que seja cometido cada vez menos erros.

Caso tenha algumas sugestões, ficaremos agradecidos que as exponham. Todos crescemos com a partilha de informação.

Veja ainda a notícia, como preparar uma apresentação.

Clique aqui para comentar ( )