Inspirações

A arte de procrastinar

Todos nós sabemos que a procrastinação é um hábito inerente ao brasileiro, talvez até ao ser humano. Antes de iniciar uma tarefa para a qual não estamos inspirados, ou que não estamos com vontade de realizar ou, ainda, quando há um longo prazo para finalizá-la, temos uma tendência enorme de adiar essa tarefa, até que quase não tenhamos mais tempo para ela. Mesmo nós, criativos, que aprendemos, na faculdade ou na profissão, diversos métodos para planejar e desenvolver nossos trabalhos, muitas vezes deixamos tudo para última hora, como se a pressão exercesse um poder incrível sobre a produtividade.

Foto_post09 copy

E isso foi exatamente o que aconteceu comigo antes de escrever este texto, enquanto decidia que assunto abordar. A cada ideia que não ia para frente, me peguei automaticamente pensando que ainda tinha “muito” tempo para escrever. E foi dessa forma que, mais uma vez, deixei tudo pra última hora, vulgo “procrastinei”.

Claro que não foi a primeira vez – e certamente não será a última – que isso aconteceu. Só que, neste caso, fiquei curiosa sobre a repetição desse padrão de comportamento e resolvi pesquisar mais sobre o assunto. Encontrei muita informação interessante, muitas pesquisas sobre o tema e até mesmo dicas sobre como acabar com esse hábito tão comum a tantas pessoas (falarei sobre isso em outro momento).

Foi assim que encontrei um blog, onde a colunista resolveu ilustrar os diversos tipos de procrastinadores existentes – isso depois de também procrastinar a atividade por algum tempo. O resultado vocês veem abaixo. Eu me identifiquei com muitas situações, e vocês? Encontraram alguma semelhança com seus hábitos? Acham que a procrastinação ajuda ou atrapalha no desenvolvimento de seus projetos?

procrastinadores

Referência: http://20px.com. Ilustração livremente adaptada e traduzida para fazer sentido em português.

 

Clique aqui para comentar ( )