Design

A evolução do design de carros da Peugeot – #01

Olá, pessoas! Hoje, vamos falar de um assunto que vem crescendo no Brasil: Design de carros (ou Design automobilístico). Nesse artigo, falaremos um pouco da evolução existente no mercado automobilístico, como o design veio evoluindo ao decorrer dos anos e quais a influência dos tempos modernos no design de carros, entre outras coisas… Para esse artigo, tomaremos como base a marca Peugeot – uma das mais consolidadas marcas automobilísticas do mundo. GO!

|HISTÓRIA|

A Peugeot começou como um pequeno negócio de família em 1700, iniciando seus trabalhos com um dos membros da família, o  Armand Peugeot, mas apenas em 1810 que Jean-Pierre II e Jean-Frédéric, os dois filhos de Jean-Pierre Peugeot, consolidaram a empresa para um moinho de cereais transformado em fundição de aço. Com pouco tempo depois, mas precisamente em 1850, a ‘empresa’ inovou quando começou a produzir serras de fita, molas e armações para guarda-chuvas. Nessa época, o ícone do leão já era o símbolo da empresa. Com o aumento de vendas e crescimento da empresa, em 1858 a empresa registrou sua marca no Conservatório Imperial de Artes e Ofícios. A linha de montagem foi se expandindo e em 1882, a empresa começou com a produção de bicicletas.

O conhecimento adquirido na produção de bicicletas e sua posterior motorização colaboraram para o desenvolvimento dos primeiros triciclos e quadriciclos automotores comercializados pela empresa. Em 1889, impulsionada pelo visionário Armand Peugeot, a Peugeot apresenta o primeiro veículo automóvel com a sua marca: o Serpollet-Peugeot, triciclo a vapor realizado em colaboração com Léon Serpollet.

http://planetcarsz.com/marcas/imagens-de-carros/peugeot-serpollet/10823

http://planetcarsz.com/marcas/imagens-de-carros/peugeot-serpollet/10823

Em seguida, em 1890, Armand Peugeot abandonou o vapor para o petróleo e produziu o primeiro quadriciclo a gasolina da Peugeot: o Type 2, equipado com um motor Daimler.

Do vapor à gasolina, do guidão ao volante, da roda ao pneu. Através de uma lógica de parceria industrial com Serpollet, Daimler e Michelin, Armand Peugeot não deixou passar nenhuma das inovações tecnológicas do seu tempo.

http://www.curbsideclassic.com/automotive-histories/automotive-history-peugeot-the-early-years-1889-1930-a-true-pioneer-most-of-all-of-the-dohc-four-valve-engine/

http://www.curbsideclassic.com/automotive-histories/automotive-history-peugeot-the-early-years-1889-1930-a-true-pioneer-most-of-all-of-the-dohc-four-valve-engine/

E assim, se inicia a linhagem de carros produzidos pela empresa.

|EVOLUÇÃO|

Como são muitos carros a falar, apresentarei apenas alguns dos principais modelos da marca, ok?!

PEUGEOT 201

Em 1929, a marca Peugeot lançou um veículo de 6 CV chamado 201: o primeiro veículo a utilizar a nomenclatura com um zero central que, ainda hoje, serve para identificar os veículos Peugeot, modelo que saiu naquele ano tinha uma capota rígida retrátil, uma inovação que seria também paga pela Mercedes.

http://testcar.com.br/concessionarias/Peugeot

http://testcar.com.br/concessionarias/Peugeot

Produzido em série na Unidade fabril de Sochaux-Montbéliard, o 201 assinalou, para a Peugeot, a passagem da era da produção artesanal para a era da produção industrial. O 201 foi um sucesso e serviu de ponto de partida para a criação da primeira gama de veículos novos da Peugeot, com o 301 lançado em 1932, o 401 e o 601 comercializados em 1934.

Sim, mas e o design?

Na época em que o carro foi produzido, o Estados Unidos passava pela Grande Depressão. Visando vendas mesmo nesse período onde ninguém queria comprar nada, eles produziram um carro com design mais arrojado e moderno e com um preço mais barato que os concorrentes, o que fez o carro continuar com vendas apesar de toda a crise financeira.

Além da ‘jogada’ de marketing feita pela empresa, eles ainda se aproveitaram do “Naming” dos carros marcados por números. Nessa época, os concorrentes pouco se importavam com os nomes que os carros iam ter. Enquanto isso, a Peugeot colocava números nos nomes dos carros, o que fazia com que os clientes tivessem uma identificação dos produtos pela empresa.

CABRIOLET 404

Em 1934, os modelos Peugeot 401 e 601 Eclipse foram comercializados com um teto metálico retrátil, fruto da imaginação do designer Georges Paulin. A tradição dos coupés e cabriolets Peugeot manteve-se depois da guerra: o cabriolet 203 foi lançado no Salão de Paris de 1951, tendo os coupés e cabriolets 404 sido comercializados em 1962. Desenhado pelo Gabinete de Design Pininfarina, o 404 Cabriolet foi um dos mais bonitos automóveis da década de 60, sendo ainda hoje muito apreciado pelos colecionadores.

http://www.classicandperformancecar.com/uploads/cms_article/3301_3400/1962-1968-peugeot-404-cabriolet-3304_3431_969X727.jpg

http://www.classicandperformancecar.com/uploads/cms_article/3301_3400/1962-1968-peugeot-404-cabriolet-3304_3431_969X727.jpg

Sim, mas e o Design?

Buscando melhorias nas vendas, a marca produziu o modelo voltado para o meio urbano. Com a ‘boemia’ em alta, o modelo conversível foi feito pouco tempo depois do modelo original. O carro possui uma característica mais moderna, versátil e compacta, além de uma gama grande de variedades de cores, o que possibilitou aos clientes opções extras na hora de escolher o seu modelo. 

205 GTi

Em 1983, a Peugeot lançou o 205 e, em 1984, o mítico 205 GTi. O 205 Turbo 16 ofereceu à Peugeot dois títulos de Campeão do Mundo de Ralis, em 1985 e 1986. Foram produzidas mais de 5 milhões de unidades do Peugeot 205. O seu sucessor, o Peugeot 206, foi lançado em 1998, tendo batido o recorde anterior com uma produção de mais de 6,5 milhões de unidades.

221107_33_peu

Sim, mas e o Design?

O 205 GTi foi bastante inovador ao utilizar a suspensão traseira em carros nesse modelo. Com essa valiosa inovação, o carro permitiu um uso mais arrojado e também, mais conforto para guia-lo. Nesse modelo, também foram introduzidas o diesel e gasolina como combustível. A história desse carros é ainda mais extensa do que foi mostrado. Estou fazendo um GRANDE RESUMO sobre tudo, para que o artigo não fique muito grande. ;)

Abraços!

Links úteis:
http://goo.gl/ZTd2hl
http://goo.gl/2lp5mM
http://goo.gl/Ntqx5W

Clique aqui para comentar ( )