Design

A força da identidade

Dentre os muitos campos em que o design tem atuação está a identidade corporativa.

Toda a empresa que almeja passar credibilidade com sua marca deve investir em um projeto de identidade visual consistente, que transmita solidez e confiança aos seus públicos.

Num mundo ideal, todas as marcas deveriam entender isso e se dedicar a ter um padrão visual bem desenvolvido, baseado em um estudo adequado da marca, da cultura da empresa e do mercado.

Uma identidade bem elaborada e o cuidado em preservá-la é parte essencial para a boa reputação de uma empresa. Afinal, como respeitar algo que não apresenta personalidade?

 

Partes de identidades visuais

Partes de identidades visuais

 

No entanto deve-se estender o alcance da identidade visual, que não está apenas na papelaria e em algumas peças isoladas. O projeto deve ser observado em qualquer peça ou conteúdo divulgado pela empresa e não só no visual, mas num padrão de linguagem também. A primeira vista pode parecer burocrático, ou que essas “regras” de identidade podem prender a criação, mas na verdade acontece o contrário. Definir padrões e certos limites pode dar ainda mais asas à criatividade. Estabelecendo-se os parâmetros, tem-se uma liberdade segura e confortável para o desenvolvimento de qualquer demanda, comprometida com a imagem que a marca precisa apresentar.

É importante que uma empresa seja reconhecida pela sua marca, mas também por tudo que a cerca, caso contrário, ela se perde num emaranhado de estímulos visuais e textuais que acabam, ao invés de fortalecer, enfraquecendo a marca.

 

Fontes imagens:

elastica.net.br

abduzeedo.com

 

Gisele Monteiro

Clique aqui para comentar ( )