Artes

A influência do Vaporwave no Design

Arte por Spiral3

Fala criativos!

Hoje temos um tema bem legal para quem curte música e design, vamos falar um pouco sobre a relação do gênero Vaporwave com o Design e arte. Pra quem não sabe o que é Vaporwave, vamos dar uma breve contextualização:

No ínicio da década de 2010 um gênero músical e estético surgiu na internet decorrente de outros tendências como o Chillwave e o Seapunk, tendo como principais influências a cultura dos anos 80 e 90, gráficos de computador, arte low poly, estátuas grego romanas, glitch art, arte digital “primitiva”, cultura japonesa, propagandas de tv, enfim, são diversas as influências no movimento tanto musicalmente como visualmente.  Não vamos ficar só falando aqui, então ouça ai o som do artista Saint Pepsi durante a leitura:

A rotulação desse gênero teve início em forums de Reddit, 4chan, Bandcamp e no Tumblr, quando artistas que hoje são reconhecidos como fundadores do gênero publicavam e debatiam sobre suas criações. Para citar alguns artistas pioneiros, temos o álbum  Eccojams Vol1 de Chuck Person lançado em 2010, inicialmente feito para ser apenas uma piada, uma breve experimentação.

un7ufss

Músicas criadas usando base e samples de smooth jazz, funk, new age e músicas de elevador com tempo modificado, loops e cortes randômicos fazem parte das características de diversas das composições. Poderiamos assumir que o gênero é uma “colagem musical” com diversos recortes de diversos lugares disconexos.

Em um curto período de tempo, um produtor chamado James Ferraro lançou Far  Side Virtual, fazendo uma crítica ao capitalismo, sociedade de consumo e alienação pela tecnologia, tentando assim dar um possível significado ao gênero.

be7a4fbb

Não muito tempo depois, foi lançado outro trabalho pioneiro, o Floral Shoppe de Macintosh Plus lançado em 2011 que conseguiu juntar a influência destes dois criadores anteriores, com a música  ??????420 / ???????? sendo uma das mais populares do gênero.

a1563910194_10

O próprio termo Vaporwave possui mais de uma origem, sendo uma das mais interessantes a que relaciona a palavra “vaporware”, termo utilizado quando um fabricante da indústria de computação anúncia um produto (software/hardware) que nunca é realmente fabricado. Para dar um exemplo mais concreto é só você pensar em qualquer game que foi anunciado por meses ou anos e nunca chegou ao consumidor final (um dos casos mais famosos de vaporware era do jogo Duke Nukem Forever).

Nesse sentido, presume-se que Vaporwave faz uma crítica não só ao capitalismo e a sociedade de consumo, mas a sí mesmo ao se classificar como passageiro e descartável. O uso da colagem de diversas artes, tanto em suas músicas como em seus visuais e a enquadramento disso como uma nova arte questiona até que ponto existe autoria artística e propriedade intelectual e, principalmente, o quanto a arte pode ser apropriada pela mídia, principalmente quando a arte é baseada na mídia em si. É importante observar que também existem aqueles que acreditam que toda essa ideologia é apenas uma piada e que o Vaporwave é  desprovido de uma mensagem mais profunda, sendo apenas sons e estética.

Bom, mas agora falando do aspecto mais visual do Vaporwave, vamos ver aqui alguns exemplos interessantes, tanto dos artistas do meios como apropriações culturais que a mídia fez. Vimos até aqui algumas capas de álbums mais conhecidos, ai vai mais alguns que são bem interessantes:

a2328193370_10

a1917577842_10

pza-capital-customer-1024x1024

Acima podemos ver as capas de albuns dos artistas Banshee, Vektroid e PZA,  respectivamente. É interessante notar a ênfase que é dada ao recorte e colagem de elementos, a apropriação de arte, produtos e marcas. Assim como uma disposição e escolha randômica de temas.

Em 2015, a MTV refez sua identidade visual claramente inspirada no Vaporwave, além de lançar o MTV Bump, plataforma que pretende incluir videos dos usuários na programação do canal:

mtv_premium_collage_300dpi_iam-1002x564

O Tumblr também entrou na onda e fez uso do estilo na identidade do Tumblr TV:

1435605441485945

Da parte vídeos acho interessante destacar alguns exemplos notáveis de músicos que não necessariamente fazem parte do movimento, mas já fizeram uso da sua estética. Em 2012, Rihanna fez essa apresentação no Saturday Night Live, os visuais utilizados são claramente inspirados no Vaporwave e Seapunk.

De maneira semelhante, Azealia Banks utilizou sem pudor da estética dos dois movimentos em seu clip.

Getter fez um uso fantástico da estética nesse videoclipe:

O Youtuber, Mike Diva faz uso frequente do estilo artístico do Vaporwave nos seus videos:

Na área das artes visuais, temos alguns artistas que tem realizado trabalhos em mídias tradicionais usando o Vaporwave. O argentino, Felipe Pantone faz uso recorrente de elementos como grids, gradientes e elementos digitais:

34_scope-low

29_fair-in-off-paris-02540

12_selinamiles-26

Também interessante é esse projeto da Spiral3 para a produtora de vídeos de Youtube, a MPQuatro:

32342d29682163-55ff3e6c75257

f6931e29682163-55ff3e6c778de

f7e34b29682163-55ff3e6c73f9e

De maneira semelhante, o graffiteiro Bond Truluv incorpora elementos da estética com seu trabalho tipográfico:

14202578_1051377504899304_2971027910788663346_n

12729232_937443049626084_837848924949136287_n

Por último, temos aqui o trabalho de Murone que consegue ser muito interessante:

14117850_1165118363561043_4341208395037694364_n

mur0ne3ttmanlow

13631536_1122101264529420_5992156060241845944_nMuitas vezes fica é difícil diferenciar o estilo Vaporwave do estilo Retrofuturista. No final dos anos 2000 nós vimos a ascensão do estilo Retrofuturista, que claramente se inspira na estética da cultura dos ano 80 mas aplicando escolhas estéticas futuristas como luzes neon e tecnologia super avançada. Existem algumas similaridades com o Vaporwave, mas sem sua apologia a infância da internet e sua habilidade de “memeficar” tudo e a si mesmo.

Talvez você esteja se perguntando: Como posso fazer um design Vaporwave? Bom, acho que pelo que foi apresentado até aqui você consegue ter uma boa idéia dos elementos estéticos do Vaporwave, caso contrário, aqui vai alguns links que podem lhe inspirar:

Vaporwave World

Technology is Overrated

Algo que pode facilitar muito na sua criação é ter acesso a imagens diversas e de boa qualidade, um bom lugar para encontrar estas para uso em seu layout, é o Fotolia da Adobe, um banco de imagens líder mundial, que dá acesso instantâneo a mais de 62 Milhões de imagens, vetores, ilustrações e videoclipes, ou seja, um excelente material não só para estudar mas para trabalhos diversos!

É difícil determinar o que é  o design/ arte Vaporwave, seus diversos elementos disconexos aliados a crítica social existente ou não e a falta de sentido específico para sua existência o torna para muitos apenas um design mal feito e de muito mal gosto. Contudo, assim como movimentos artísticos como pop art e dadaísmo sofreram grande preconceito em sua infância, acredito que o Vaporwave, mesmo não tendo se tornado um grande movimento popular, ainda será reconhecido enquanto estilo artístico.

FONTES:

A influência do Vaporwave na MTV no Tumblr e na moda

The propaganda of Pantone Colour and subcultural sublimation

Como o Tumblr e a MTV mataram o Vaporwave

History of Vaporwave

The Evolution of Vaporwave

Clique aqui para comentar ( )