Entretenimento

A maior mentira já dita sobre Game of Thrones

Sobre os rumores sobre Selton Mello em GOT, acho que todos já sabem que é fake, porém, você conhece a história por trás da história?

Vou simplificar e resumir o que aconteceu: imagine alguém que descobre um novo site muito legal, em que se pode editar qualquer notícia e depois publicar. Após a descoberta da nova ferramenta e um pouco de criatividade, é hora de criar uma notícia fake. Logo após publicar o fato irreal, basta divulgar e esperar a mágica internet fazer o serviço dela. E foi assim que o boato sobre Selton em GOT surgiu, se tornando uma notícia quente para jornalistas e blogueiros.

Adivinhem quem foi o “pai da zueira”? Hahaha, isso mesmo, um brazuca de sangue e alma. Qual site ele usou? Este aqui, o shrturl.co. Mas a minha indagação não fica apenas nisso, nesse site, nessa história. Vou explicar melhor.

Estou lendo o livro “Acredite, Estou Mentindo – Confissões de Um Manipulador Das Mídias” de Ryan Holiday, e meus amigos, é incrível a percepção que estou tendo da força midiática em nossas vidas e a falta de fontes seguras.

A mídia consegue inventar, ludibriar, e claro, falar a verdade, mas será que temos a capacidade de canalizar aquilo que é bom em meio a milhares de informações? Quantas vezes você parou para verificar a fonte de algum artigo antes de compartilhar? Pronto, chegamos no ponto.

Ao meu ver, o principal motivo do bafafá sobre Selton e GOT ter conseguido tanto buzz, foi a falta de comprometimento com a verdade por parte de quem leu e de quem publicou. O próprio autor da notícia fake disse em sua página no Tumblr que queria ver até onde isso chegaria, só não sabia das proporções que causaria a notícia.

Vamos colocar alguns pontos para esclarecer melhor o que acontece:

1) Vários âncoras de jornais assistem outros jornais e tem como base para suas notícias, muitas vezes, blogs menores ou de porte médio. Se você achava que existia um guru que conversava com o Bonner para falar sobre as matérias do JN, está enganado meu caro. Jornalistas vivem de notícias e usam fontes menores para sobreviver.

2) Vivemos em uma época na qual a informação deve ser imediata, e não interessa se é real ou não, o importante é chegar na frente dos outros. Triste, mas é a realidade, conviva com essa ideia ou mude de planeta.

3) Muitos blogueiros vivem disso, e vão publicar o que for necessário para conseguir visualizações únicas por página.

Eu poderia enumerar 1.000 tópicos, mas vou deixar você comprar o livro que citei acima para descobrir outros vetores usados no sistema de veiculação de informações.

Quero dizer com isso que todo cuidado na hora de compartilhar algo é fundamental, seja sobre política, design, publicidade e qualquer outro tema.

Enfim, seguem alguns dados sobre o caso, dados pelo próprio autor da brincadeira:

  • mais de 145.000 acessos na página;
  • 521 tweets com a url;
  • 4.500 tweets com “Selton Mello” nas últimas 24 horas (Topsy);
  • 3717 compartilhamentos no Facebook (counter);
  • 13363 likes no Facebook;
  • Matérias no Ego, Bandeirantes, UOLO Dia e sei lá quantos sites (agora só tem link pras retratações);
  • Só a notícia do Ego foi compartilhada mais de 9.000 vezes
  • Trending topic no Brasil durante quase o dia inteiro.

Acesse o microblog do nosso querido e zueiro Felipe Venetiglio, e veja na íntegra como foi a repercussão.

Até a próxima, e não acreditem em nada antes de conferir a fonte, ou até mesmo depois de conferir, vai que…

1

Clique aqui para comentar ( )