estampacapa
Design

A onda do Animal Print

Será que ainda existem pessoas que torce o nariz para o Animal Print? (Hoje elas são tão tendência). Os “bichinhos” estão em toda parte e em cada peça, de roupas à acessórios eles são os queridinhos.

Mas nem sempre foi assim, nos anos noventa, as estampas de bichos eram associados a roupas vulgares (Vê se pode?! #Passada – até euzinha já sofri“Bullying” por usar estampas de bichos! ), onça, cobra, zebra, tudo que era remetido a bichos se considerava vulgar.

A pele de animal era usada em reis e pessoas nobres, como sinal de poder (Que rhyco!), aos poucos as peles foram ficando pra trás por causa dos defensores dos animais. Chistian Dior foi o primeiro a aparecer com estampa de onça que não era de pele (Podemos bater palmas para o salvador?), é graças a ele que usamos o animal print sem ser pele de animais.
Nos anos 50 Roger Vivier colocou o animal print nos acessórios; logo na década de 60 umas das divas como Marilyn Moroe aderiram a tendência e as estampas de bichos começaram a ser material de luxo, elegância e sofisticação.
Hoje, a tendência continua em diversas estampas como onça, zebra, cobra e agora girafa. (Quero uma já!!!)
Clique aqui para comentar ( )