Tecnologia

Animação – No pulso do Brasil

Olimpíadas aí! Tenho visto muitas reportagens de atletas brasileiros que tem feito os mais diversos tipos de sacrifícios para representar bem o Brasil nos jogos olímpicos e também marcar seus nomes na história do esporte com a conquista de uma medalha.

Muitos brasileiros tem um ídolo no esporte que, infelizmente, já não está mais entre nós, porém enquanto esteve fez todo o possível para colocar o Brasil no topo do mundo: Ayrton Senna!

Talvez você não tenha visto uma corrida do Senna nos domingos pela manhã, mas você é sortudo por viver em um mundo com Youtube! Para o Senna, só a vitória interessava. E nesse mesmo viés, estão os atletas brasileiros que vão disputar o Rio 2016.

A partir daí o Instituto Ayrton Senna e a J. Walter Thompson, em parceria com o estúdio de animação Le Cube criou a ação “No Pulso do Brasil”.  Todos os atletas brasileiros vão receber uma pulseira com a qual poderão ver em um celular uma animação a respeito de uma das vitórias mais memoráveis de Senna no Brasil.

O filme de animação retrata a emoção de Senna durante um de seus momentos mais memoráveis. Na corrida de 1991, no circuito de Interlagos, em São Paulo, depois de uma série de problemas no carro e sofrendo com espasmos musculares, ele venceu a prova, levando a torcida ao delírio.

Os desafios para a equipe de animação – composta por 15 pessoas entre ilustradores, animadores e assistentes – estavam em traduzir os sentimentos do piloto, trabalhar com cenas em alta velocidade e fazer um filme sobre superação, e não sobre Fórmula 1. Foram cinco meses de trabalho até chegar ao resultado final. “Para deixar o filme mais humano, optamos pela animação tradicional, que é desenhada quadro a quadro manualmente”, comenta Ralph Karam, Diretor de Criação do Le Cube. “O conceito que buscamos para esse projeto foi transformá-lo em uma experiência completamente sensorial, compartilhar a emoção de um ídolo e fazer as pessoas se emocionarem com uma vitória clássica”, completa Gustavo Karam, Produtor Executivo do Le Cube.

 

Clique aqui para comentar ( )