Design

As cores do surf

O mar guarda uma beleza em suas ondas que se transforma em fonte de inspiração nas mãos dos artistas, que criam obras que se imortalizam no tempo.

Um dos artistas que consegue extrair o melhor da natureza em seu trabalho é o curitibano Tom Veiga. Tom passou um bom tempo trabalhando em agências de publicidade em Curitiba, mas buscava um lugar para se refugiar do estresse diário. Encontrou esse lugar nos desenhos que fazia como hobby, das ondas que ele via se quebrando no mar. Foi aí que nasceu sua arte baseada em curvas e cores. Mas, não pensem que foi algo que surgiu do dia para a noite. Na verdade, foram vários anos se desenvolvendo e aperfeiçoando técnicas até chegar na linguagem de hoje, com um estilo bem brasileiro. O sol, as cores vibrantes, o mar, a alegria do povo brasileiro, são elementos sempre presentes. Talvez esse seja o segredo do sucesso de Tom, a sua ‘brasilidade’.

Hoje Veiga tem seu trabalho reproduzido em mais de 35 países. Marcas como Billabong, Reef, Globe e recentemente a Mormaii já estamparam suas pinturas em diversos produtos.

Além dos pontos turísticos do nosso país, como o O Corcovado, o Pão de Açúcar  e a Ópera de Arame da sua cidade natal, Tom também já retratou os principais picos de surf no mundo: Pipeline, Haleiwa, Trestles, Nias, Jaws, Mavericks, Teahupoo, Mundaka, Maresias, Bells Beach.

A arte de Tom ultrapassou as fronteiras do mundo do surf e chegou até ao mundo da música.  Os cantores gospel André Valadão e Rodolfo Abrantes, além da banda de reggae brasileira Planta e Raiz escolheram Veiga para estampar seus cds.

Tom possui diversos projetos para esse ano, com exposições no Brasil e em galerias da Califórnia e Tokyo. Não há dúvidas que o talento dele fará sucesso, afinal em ano de Copa do Mundo, o Brasil nunca esteve tão em alta.

Fotos: Divulgação / Tom Veiga

Clique aqui para comentar ( )