Inspirações

Branding: Chaves para Projetar seu Logo

Esse é um artigo muito bom pra você! São conselhos e recomendações úteis para que você possa aplicar em seu negócio. A intenção é que você aprenda os elementos essenciais que farão crescer sua marca fortalecendo sua presença e sua comunicação.

Você está preparado para aprender tudo sobre Branding? Nesse post, você encontrará 7 conselhos chave que te ajudarão a projetar a logo ideal para sua marca. Não perca mais tempo e comece a ler!

O Branding é Tudo, mas… O que é?

O Branding é o processo de desenvolvimento e difusão de nossa marca por meio de uma série de elementos e ações de comunicação e marketing estrategicamente pensadas.

Sem contar com uma estratégia de branding sólida e sustentada, é realmente muito difícil que um negócio cresça em grande escala e a longo prazo. E que por sua vez seja facilmente identificado marcando um diferencial com a concorrência.

Nossa marca não precisa fazer referência direta à necessidade que nosso produto ou serviço satisfaz. No entanto, é através dos distintos elementos que compõem sua identidade corporativa que deveremos transmitir os distintos valores que nos guiam e a razão de ser do nosso produto.

O Logo é o Coração de sua Marca

O logo é a primeira aproximação visual de seu target até sua empresa e seu produto, e ajuda a que sua marca seja facilmente identificada, reconhecida e lembrada pelo público em geral.

Na hora de sua criação é importante não deixar cabos soltos. Os conselhos a seguir serão de grande ajuda pra você, seja na hora da definição ou na hora de analisar a proposta do designer gráfico que você tenha contratado.

7 Dicas para Projetar o Logo de sua Marca

O que possuem em comum um smartphone, um tablet ou uma TV LED, aplicações como Instagram ou Vine e sites como Flickr ou Pinterest? Que seu eixo se centre na experiência do usuário com as imagens ao seu redor.

Em tempos em que o visual e as imagens têm cobrado uma importância superlativa, é chave que o logo de sua marca reflita e transmita essa essência, que é a razão de ser de sua empresa.

1. Mantenha a Simplicidade

Muitas vezes a simplicidade é o mais difícil de se conseguir, mas o mais atrativo. Por isso, quando você tenha a ideia de seu logo, dê uma pausa. Volte a fazer um esboço rápido, imediato, levando-o ao mínimo de traços possíveis. Desta forma você terá mais possibilidades de perdurar no tempo.

Tenha em conta que se você inclue menos elementos na composição de seu logo, será muito mais fácil de compreender e de lembrar por parte de seu público. Além disso, também será mais simples adaptá-lo a diferentes tamanhos.

2. Prove-o em Preto e Branco

Um bom logo tem que poder funcionar também em preto e branco. Comece a projetar o logo nessas cores unicamente. Uma vez conseguida a imagem, adicione a ela a paleta de cores que representa os valores de sua empresa.

3. Use o Espaço Negativo

Quando o logo é o protagonista, funciona como regra mnemônica: nos ajuda a relacionar palavras e conceitos. E nossa mente valoriza isso. Aproveite o espaço negativo como fator narrativo para manter a simplicidade e captar o olhar fixo. O logo da FedEx é um grande exemplo. Você já descobriu a flecha?

4. Jogue com o Simbolismo Oculto

Use a técnica projeto “Double Entendre” (duplo sentido), que é uma espécie de jogo de palavras com as imagens. Busque algum elemento relacionado com sua identidade de marca e procure que não esteja totalmente revelada à primeira vista. Alguns exemplos de sucesso desta técnica podem ser os logos da Amazon e da LG. Você ainda não descobriu a mensagem oculta? Olhe-os um pouco mais!

5. Torne-o Único e Pessoal

Em princípio, qualquer objeto pode incorporar-se ao nosso logo e transformar-se na cara de nossa marca. Não há limites. No entanto, procure que o mesmo seja consistente com sua identidade corporativa.

Por outro lado, com milhares de milhões de logos já existentes, é muito provável que o objeto escolhido para nos representar já tenha sido utilizado como logo. Adicione a ele uma marca que o torne único e irrepetível (uma dobra em uma esquina, um traço, etc). O logo da Apple, com sua mordida, é um bom exemplo disso.

6. Vetorize-o

Se trata de um formato gerado através de programas como llustrator ou CorelDraw entre outros, e permite conservar a resolução da imagem e evitar que ela se pixele ao modificar seu tamanho original. Isso é vital para que o logo possa ser utilizado em qualquer meio publicitário (online ou impresso).

7. Chame um Designer Profissional

A criação de um logo parece ser um processo tentador e simples, e é produtivo investigar as características que devem representá-lo. Ainda assim, há detalhes que somente um olho profissional identifica e resolve.

Tenha em conta que o logo conforma a primeira impressão e a mensagem que transmitirá sua empresa. Por isso, nada melhor que confiar em um profissional para transmitir o conceito de forma clara e específica, não é?

 

Bonus Track!

  • Se você está pensando em seu novo logo significa que seu projeto vai tomando forma! Aproveite esta fase e busque inspiração em sites como Logopond.

  • Compartilhe as alternativas que mais te atraiam e faça com que outros participem da seleção final. Como dizia Albert Einstein: “A criatividade é contagiosa. Passe adiante”.

  • Uma vez projetado, lembre-se incorporar o logo em todas as distintas peças de comunicação corporativa: materiais impressos, redes sociais, sites, campanhas de E-mail Marketing, etc. Manter uma coerência visual será mais simples se você conta com um manual de marca.

E aí, você já criou ou participou de algum processo de criação de algum logo? O que você pode comentar sobre isso? Espero que tenham gostado, até a próxima!

Clique aqui para comentar ( )