Publi e MKT

Coca-Cola aposta nas dificuldades para reforçar a marca

“A Coca-Cola sempre surpreende mesmo em seus anúncios”, é o que dizem muitos quando veem novas propagandas da marca. Mas a verdade é que não é bem assim, apesar de realmente chamar atenção com sua produções cinematográficas. E como não poderia deixar de ser, no último Domingo (23), durante o intervalo da entrega do Oscar, foi exibido mais um filme “estrondoso” da companhia de refrigerantes.

A Wieden + Kennedy de Portland foi a responsável pela criação do vídeo intitulado “A Generous World” ou “Um Mundo Generoso”, numa tradução livre (Veja o filme ao final do post). O intuito é continuar mostrando formas de “espalhar a felicidade”, conceito guarda-chuva que perpassa todas as iniciativas da empresa. É feito através de personagens que ao passar por momentos de “falta de sorte” são oferecidos uma Coca-Cola e tudo passa ou se resolve para ela e um novo desafortunado aparece, criando uma espécie de corrente. Os personagens incluem uma freira, um náufrago, um treinador de golfinhos e por ai vai. Tudo então faz parte de um conjunto que fazendo jus ao título do filme, propaga o conceito e prestígio consagrados.

Quando as coisas parecem forçadas

Não podemos negar que tudo foi muito bem pensado e produzido, com música adequada e clima perfeito. Por isso, parabenizo a produtora Jennifer Hundis e sua empresa MJZ e a ótima fotografia de Philippe Le Sound. Porém acredito que, apesar de criativamente bom, o comercial passa um algo meio “over”; meio forçado demais.

Não é porque a marca atingiu o famoso ‘top of minds’, que ela pode abusar de elementos e situações fantasiosas demais ara dizer que sua bebida realmente traz bem estar a pessoas que passaram por tamanhas decepções. Eu atendo que o anúncio passa por gradações desde uma multa de trânsito até uma explosão, mas lealdade e confiança tem limite.

Quando você ultrapassa a barreira do humanamente aceitável, você começa a ferir os princípios e bases de fidelidade que a corporação passou anos a fio para construir. Para se fazer uma analogia bem direta e clara, já que a linguagem é essa, imagina se você estiver assistindo a um filme que começa a apresentar um série de mentiras absurdas! Imaginou? Pois é, você vai chegar ao fim dele com uma imagem desgastada do mesmo, pois só mostrou mentiras.

Para concluir, fica claro que há um certo exagero e preocupação em continuar carregando a imagem da “felicidade” eterna mesmo em momentos não tão felizes assim. Mas quero que fique claro não estou desabonando o trabalho feito pela Coca, apenas ressalto a importância de ser consistente em sua comunicação, sem forçar nada em determinados momentos só porque você já conquistou seu público. Acima disso está o respeito que você construiu e isso jamais deve ser perdido.

Assista ao filme (em Inglês)

E você leitor, o que acha desse comercial?

Clique aqui para comentar ( )