Freela e Startup

Como preparar um orçamento para freelancers de design

Orçamentar um trabalho de design, é um dos problemas no início de carreira para um freelancer. Saber apresentar um valor justo, sem estar acima nem abaixo da concorrência, para que não receba comentários indesejados por parte do cliente, ou por ser um preço extremante alto (podendo perder o cliente) ou porque é muito baixo (transmitindo a ideia de um trabalho amador), nem sempre é fácil.

Todo o trabalho de design deve ser remunerado, não só pelo trabalho que irá ter, como, pelos conhecimentos que tem e as mais valias que irá oferecer ao cliente.

Como devem imaginar ou já o devem saber, o rendimento de um freelancer nunca é certo todos os meses, como acontece quando se trabalha numa empresa com um contrato fixo. Nunca se esqueça, sem dinheiro não consegue evoluir e investir numa carreira como freelancer, portanto seja justo consigo quando estabelece um orçamento.

Um orçamento de design é um pouco subjetivo, no entanto existem pontos que estão bem definidos, sendo enumerados de seguida:

 

Despesas

Se tiver de investir dinheiro no projeto, o valor deve refletir no orçamento. Tente sempre fazer com que esse investimento seja possível de ser utilizado em outros, assim, conseguirá dividir mais as despesas e logo o orçamento será mais baixo.

 

Despesas em diferentes produtos

Deverá ter sempre em conta as despesas para viagens (combustível, desgaste do carro, portagens, transportes públicos), comunicação, papel, impressões, entre outros. Estas despesas, quando somadas, geram uma diminuição do lucro final, caso se esqueça de adicionar ao orçamento estabelecido.

Não se esqueça de adicionar de uma forma subtil, para não subcarregar o orçamento, o aluguer de um escritório, a água, a luz, caso seja o caso.

 

Urgência

Poderá acontecer um pedido de um trabalho urgente. O que levaria a realizar em duas semanas, terá de fazê-lo apenas em dois dias, por exemplo. Neste caso, pense bem antes de aceitar, analise todos os trabalhos e clientes que tem e se não irá interferir em outros projetos.

Caso seja possível de realizar o trabalho, adicione essa urgência no orçamento.

 

Conhecimentos

Nunca se esqueça que um cliente tem de estar disposto a pagar o valor justo por um trabalho, realizado por um especialista da área.

Mostre confiança ao cliente, que é um profissional qualificado para o pedido.

 

Analise o público alvo

Na maioria das vezes, o local onde se encontra a trabalhar, influencia o valor a cobrar ao cliente. Portanto, é importante uma análise à concorrência e aos clientes ou futuros clientes, verificando o poder de compra.

 

Tempo

Como costumam dizer, tempo é dinheiro. Estipule um valor a cobrar por hora e o tempo estimado que irá gastar nesse trabalho e orçamento.

Não se esqueça de adicionar, as viagens que irá fazer para as diferentes tarefas (testes de papel e provas de cor, por exemplo) e investigação.

É importante a análise da concorrência e do público alvo, referido no tópico anterior. Poderá perder algum tempo, no entanto este poderá ou não, ser adicionado ao orçamento, dependendo dos valores que a concorrência normalmente apresente, comparado com seu.

Poderá acontecer algumas vezes, trabalhar mais horas do que foi estipulado, no entanto, caso realize um excelente trabalho, pense que esse cliente ainda o irá procurar novamente e solicitar novos trabalhos.

 

Formas de pagamento

Esteja preparado a apresentar um orçamento não só sobre um projeto, mas também cobrado em horas.

 

Poderão existir mais variáveis que devem ter em conta quando realiza um orçamento, no entanto estes são os mais pertinentes.

Orçamente sempre bem um trabalho, para que esteja sempre a trabalhar sobre as horas orçamentadas.

A motivação de um trabalho, também advém do valor que irá receber.

Clique aqui para comentar ( )