Inspirações

Como se tornar num freelancer mais profissional

Trabalhar por conta própria não é muito simples. Normalmente, antes de começar a carreira como freelancer, só se vê os fatores bons. Mas uma coisa é certa, a vida de um freelancer é tudo menos monótona.

Esta semana, deixo-vos algumas dicas para se tornarem nos melhores freelancers da sua área. Para quem entra no mercado de trabalho é um passo importante ter a noção de alguns aspetos.

Cada vez as oportunidades são menores e logo, a importância de cada uma acresce. Existe uma falta de informação para os freelancer, a maioria aprende com os erros, como costumo dizer “bater com a cabeça na parede”.  Por isso, tento apresentar diversas situações que possam ajudar a todos que estão nesta situação.

Tenha uma boa postura

O primeiro aspeto a ter em conta é ser o mais profissional possível, tendo em atenção a sua postura, enquanto um prestador de serviços. Quando se trabalha por conta de outrem, normalmente a aparência pouco importa, pois o cliente procura a empresa e só posteriormente e se for necessário, é que o criativo vai conhecer o cliente. Como freelancer, o criativo, além de trabalhar na sua área, tem de ser vendedor e relações públicas, portanto a aparência conta muito. As pessoas julgam os outros, mesmo antes de os conhecer, assim se tiver um aspecto desleixado, o cliente ficará de imediato com má impressão e portanto, como a concorrência é enorme e feroz, todos os fatores são importantes para que ganhe o trabalho.

Não seja informal na forma como lida com o cliente. Torne o cliente seu amigo, será mais fácil a troca de ideias e informações, mas seja cuidadoso para não passar a uma relação pouco profissional. 

Será importante ter um escritório?

Ter um escritório é importante, mesmo que este seja home office. Diferenciar fisicamente onde trabalha, influência de imediato a sua concentração. Caso esteja a pensar em ter ou já tem escritório, aconselho vivamente, em ter uma entrada independente do resto da casa.

O escritório é o segundo impacto que o cliente terá seu, portanto, seja cuidadoso, como tem o escritório a nível de organização e mesmo decoração. Mostre a sua personalidade. Este espaço é seu.

Se não tiver um espaço para receber um cliente, alugue uma sala de reuniões.

Venda um serviço

Este é um fator importante, pois todos precisam de dinheiro para pagar as contas e portanto, fazer trabalho gratuito ou a um preço insignificante é injusto, para si e para os outros profissionais concorrentes. Valorize o seu trabalho.

Para que o cliente tenha uma noção da razão do valor que está a cobrar, não apresente apenas o resultado final em JPEG, por exemplo. Ele não saberá o tempo que demorou, que teve várias fazes, desde a pesquisa a esboços até chegar ao resultado final.

Apresente toda a evolução que o trabalho exigiu e que só poderia ser feito por um profissional da área e não por outro.

Um freelancer tem de ser mais do que apenas criativo. Crie uma boa ligação com o cliente, seja flexível e responsável, educado e acima de tudo criativo. Tenha cuidado com as redes sociais e com o que partilha nelas.

Não desista, se está a começar como freelancer e o seu trabalho não oferece o que pretendia, não se esqueça que precisa de tempo, dedicação e persistência para que tenha uma carteira de clientes boa e claro, para os resultados começarem a surgir.

Ficam aqui alguns aspectos a ter em conta, existem muitos mais e se acha que tem algo a acrescentar, partilhe, todos ganham com a troca de experiências.

Boa sorte a todos os freelancers e não se esqueçam, se hoje não correu bem, amanhã correrá melhor.

Clique aqui para comentar ( )