capa
Inspirações

Design Editorial – Parte #01

Olá Pessoas!

Hoje vamos dar início a uma série sobre Design Editorial dividida em 4 capítulos, onde falaremos um pouco sobre alguns padrões e regras que podemos usar dentro das nossas diagramações. No último capítulo falarei um pouco sobre tipografia e o seu uso dentro da diagramação. A ideia é compreender esses métodos para melhorar nossos trabalhos e deixá-los com uma aparência mais organizada e profissional.

Pois bem, no capítulo de hoje vamos falar sobre os princípios da Proximidade e Alinhamento.

Proximidade

As vezes encontramos alguns projetos, principalmente de iniciantes, onde percebemos que os cantos geralmente estão ocupados com algum tipo de informação, o que acarreta em página extremamente desorganizadas e confusas aos olhos dos leitores. Parece que existe um certo medo em deixar os cantos do layout sem informações. Mas, são esses cantos brancos que dão toda a riqueza de um layout bem projetado, precisamos lembrar que cantos vazios também são parte do planejamento e são muito importantes para deixar o layout organizado. De acordo com o princípio da proximidade, itens relacionados entre si devem ser agrupados e aproximados entre si. Isso para que a informação possa ser vista como um conjunto e não como um fragmento dividido em várias partes. Quando vários itens estão próximos entre si, eles se tornam uma unidade visual e não várias unidades separadas. Basicamente uma ideia de relação de elementos visuais. Quando um layout tem seus elementos agrupados como unidade, passa uma sensação de organização e uma ordem de leitura, para saber onde começar e terminar o texto.

Algumas dicas que recomendo é agrupar os elementos por tipo de informação, por exemplo, um cartão de visita. Vamos dizer que cada informação referente a empresa está em local diferente, onde o leitor precisa passar o olho sobre todo o material para encontrar a devida informação que precisa saber, além de o material está desorganizado visualmente, aumentará a dificuldade de achar as informações. Por isso deve ser agrupado todos os elementos que façam parte do mesmo grupo. Agrupar telefone, site e endereço pode ser uma boa para facilitar a leitura do leitor.

Se houver muitos itens separados, veja quais deveriam ser colocados mais próximos entre si. Se houver áreas da página onde a organização não está perfeitamente clara, veja se existem itens que não deveriam estar próximos, mas estão.

Basicamente o que precisamos entender sobre esse princípio é que quando vários itens estão próximos eles formarão uma unidade visual e não várias unidades visuais. Itens relacionados entre si precisam estar agrupados. Para que haja uma organização da página. Lembre-se que se houver um bom planejamento visual toda a informação será mais fácil de ler e de se memorizar.

O que evitar?

Muitos elementos separados em uma página.

Evite criar qualquer dúvida quanto a relação de elementos agrupados entre si, ou seja, cada subtítulo, imagem, legenda, etc. devem estar junto ao seu respectivo par.

 

Alinhamento

Umas das coisas mais fundamentais dentro do campo de Design Editorial. A principal característica desse elemento é organizar os itens da página criando uma hierarquia de informações devidamente organizada. Quando uma página tem um alinhamento incorreto, onde cada parte do layout tem uma informação, sem se preocupar se aquele elemento está ou não atrapalhando o outro, passa uma ideia de desorganização e uma certa bagunça visual, dificultando a compreensão do leitor. De acordo com o princípio do alinhamento, nada deve ser colocado arbitrariamente em uma página. Cada item deve ter uma conexão visual com algo dentro do layout. Quando os itens são alinhados, há uma unidade coesa, mais forte. Mesmo quando os elementos estiverem fisicamente separados uns dos outros haverá uma linha invisível conectando-os. Tanto em relação aos seus olhos como a sua mente.

Você costuma centralizar tudo automaticamente? O alinhamento centralizado é o mais usado entre os iniciantes: é muito seguro a sensação de usá-lo é de conforto. O alinhamento cria uma aparência mais formal, mas comum e sem brilho. Dê uma olhada nas diagramações que você mais gosta. Acredito que a maioria dos materiais com uma estética sofisticada não centralizada. Pode ser que seja difícil se desgrudar do alinhamento centralizado, mas tente usar o alinhamento a esquerda e direita com um bom uso da proximidade e ficará bastante surpreso com as mudanças.

Por favor não entenda que nada deve ser centralizado! O alinhamento centralizado é o mais usado se você quer passar uma mensagem formal. Por exemplo, um convite de casamento que é uma coisa mais formal, o alinhamento centralizado é o mais recomendado, já que ele criará essa sensação. Mas os alinhamentos a esquerda e direita são os mais “descolados” para passar uma ideia mais informal e receptiva as informações, tentem usar mais em seus projetos. Lembre-se que deve ser usado apenas um tipo de alinhamento dentro do layout, então todos as manchas gráficas devem ter apenas um tipo de alinhamento, para criar uma sensação de organização. Imagine se em um livro tivesse vários tipos de alinhamentos, um diferente em cada página, seria uma bagunça visual e o texto ficaria irritante para o leitor. Dependendo do material pode ser usado mais que um alinhamento, mas isso tem que ser feito de maneira consciente e não ao acaso, e lembrem de manter uma conexão visual entre esses alinhamentos distintos.

Provavelmente a maioria dos textos chatos e cansativos são por causa de um alinhamento mal projetado, nossos olhos gostam de ver tudo organizado, pois isso cria uma sensação de calma e segurança. Mesmo que um material tenha uma abertura bem organizada, o que manterá o leitor lendo é a organização do espaço. Tudo dentro da página tem que estar bem alinhado, não adianta todos os textos estarem alinhados e uma ilustração estar fora desse alinhamento. Tudo precisa ter uma conexão visual!

O que evitar?

Mais de um tipo de alinhamento por página, se o fizer, que faça de forma consciente e organizada.

Evite jogar os elementos em qualquer lugar da página, sem se importar com os outros elementos.

 

Claro que o princípio de alinhamento envolve domínio sobre outros conhecimentos, como: hierarquia, sistema de grids, tipografia e etc, mas falaremos mais sobre esses outros elementos ao decorrer da série.

Esses conceitos são muito grandes e abordam muita coisa, aqui vou tentar apenas sintetizar essas informações para uma compreensão mais fácil e clara.

Semana que vem nos encontramos de novo, abraços!

 

Referências:

Wilians, Robin.  Design para quem não é designer: noções de planejamento visual.  Robin Wilians.

Pereira, Aldemar d’Abreu. Tipos: desenho e utilização das letras no projeto gráfico. Aldemar A Pereira

Clique aqui para comentar ( )