Design concept with vintage letterpress
Design

Design, qual o seu significado?

O Design é uma área recente no campo das profissões, apenas três séculos nos separa de seu surgimento como uma ciência com seus próprios conhecimentos, métodos e técnicas. Isto não significa que não houve Design antes da era moderna. Na faculdade, passamos superficialmente por nossa história e nem sequer somos instigados a pensar no antes do Design. Podemos considerar Design todos os objetos que se criaram desde o surgimento da humanidade; mas, como o termo é muito abrangente porque inclui toda a cultura dos objetos materiais, a história do Design se inicia no momento em que esta cultura se torna uma ciência, ou melhor, quando percebem a necessidade do Design no mundo.

Para estudar a História do Design devemos considerar o contexto histórico, social, cultural, tecnológico e científico de cada época, e de maneira especial a relação do Design com os movimentos artísticos que foram o marco de referencia para a estética. Mas o que é Design? No Brasil o termo deriva da palavra inglesa que é usada como um substantivo: design  (planificação, propósito, objetivo, intenção) e como verbo to design (projetar, simular, esquematizar, planificar). A origem está relacionada à produção de um signo derivado do latim segno. No latim medieval a palavra designare significava designar, diagramar, achar meios, alinhando-se com a ação de projetar. Desenhar então é uma forma de projetar e designar as formas. Do latim derivou a palavra italiana disegno depois derivou em dessein no francês, diseño em espanhol, desenho em português e design em inglês. Mas estas palavras tiveram o sentido alterado através do tempo derivando em dois conceitos conectados: um mais direto que se refere ao ato de desenhar que no inglês foi substituído pela palavra draw (além de desenhar significa extrair, atrair, chegar a uma conclusão, basear-se) e no espanhol pela palavra dibujo; e um indireto que se refere ao ato de planejar, designar e projetar que no inglês ficou como designer e no espanhol como diseño.

Esta alteração no sentido da palavra Design nos países de língua inglesa se acentuou com a Revolução Industrial que originou novos usos que respondessem às novas atividades produtivas. Nesse contexto se fez cada vez mais necessário diferenciar entre o ato de desenhar (to draw)  e o ato de planificar, projetar, designar, esquematizar (to design).

Na língua portuguesa não houve esta diferenciação. Com a expansão da Revolução Industrial, o design foi traduzido durante muito tempo dentro da sua concepção original como desenho, mas ligado à indústria: Desenho Industrial. Este termo foi substituído recentemente pela palavra Design para superar de certa maneira as limitações, confusões e preconceitos sobre o que é, o que faz e para que existe o Design na sociedade brasileira. E por sermos profissionais de uma área recente, prepare-se para explicar para cada pessoa, cada cliente e desconhecido o que você faz de sua vida, o seu propósito no mundo, e sinceramente, esse é um desafio dos mais difíceis de encarar e que rende uma penca de cabelos brancos em sua cabeça, pois o Design no Brasil ainda é muito verde e nossas avós espalham pela vizinhança inteira que nós consertamos computadores.

 

Clique aqui para comentar ( )