trends
Inspirações

Design Trends 2014 – Ambientes

Olá, meus amigos, tudo certo??

Estão gostando da série Design Trends 2014 do Design Culture? Tomara que sim.

Mas, sinto informá-los que este é o último capítulo desta série.

Muito obrigado pela audiência e, lembrem-se sempre que a nossa inspiração são vocês, leitores.

Já falamos sobre Identidades Visuais, Embalagens, Web, Mobile, Editorial e hoje, falaremos sobre o Design Gráfico nos ambientes comerciais, onde a informação muda constantemente e, projetar dispensando adesivos e tintas, dando preferência a ilustração, foi uma grande “percepção” dos designers nos últimos tempos. Trabalhar a tipografia de maneira quase que genial foi o que vimos em 2013 em todos os tipos de projeto e, em 2014, isso virá com maior força ainda.

Então hoje, trago para vocês o Design Trends 2014 – Ambientes. Será um post bem legal, misturando o aspecto técnico com o emocional. Fundindo a prática do design com a necessidade de agregar valor a um projeto que pode ser considerado simples.

Atualmente, com a economia muito instável, cada vez mais, nós designer temos que fazer um grande projeto com uma verba pequena. Muito observei durante os últimos meses o uso de tintas de fácil remoção, de canetas especiais e até de giz em projetos de bares, restaurantes, cafeterias, etc, que necessitam comunicar cardápios e velores. Novamente, como em quase todos os posts da série, digo que a tipografia foi o protagonista da história. Grandes desenhistas fizeram excelentes trabalhos, inspiraram muita gente e, conseguiram mostrar e tornar de grande valia locais antes rotineiros. 2014 então, será um ano em que o designer, principalmente aquele com facilidade de se expressar de várias maneiras, conseguirá vender e mostrar com mais autoridade para os empresários, a importância da sua profissão.

c252f470f71b288f27c3abeeb5b4ace3

Conte uma história. Emocione o cliente do seu cliente. Agregue valor.

Essência, DNA, missão, visão, valores. Uma marca é caracterizada visualmente por toda a atmosfera intangível que os sinais gráficos transmite. Séria, moderna, eficiente, não importa. Uma boa marca deve contar uma boa história. E esta história deve ser perceptível em suas manifestações visuais. Em 2013, vi ambientes que contavam justamente isto em suas paredes. Mesmo sendo em um mural com preços e cardápios, a história ali contida fazia com que o DNA daquela marca estivesse ali, em cada informação, em cada pedido e agregando em cada preço – bem – pago nos produtos pelos clientes.

Trabalhar com materiais que seja de fácil remoção e substituição também é ponto-chave para este tipo de projeto. Às vezes, dominar determinadas técnicas que antes serviam apenas para rascunhar, pode ser um diferencial competitivo bastante interessante, visto que a grande maioria dos designer é dependente dos computadores e, quase que não investem em desenho.

Vivemos a época da instantaneidade, onde tudo é pra ontem. Até mesmo encontrar os amigos para um café ou para uma cerveja é tarefa que temos que fazer com pressa. Mas graças ao nosso bom Deus (ou qualquer mentor superior em que você acredite), hoje há espaços que primam pela valorização do ambiente. Seja com um detalhe simples nas paredes, ou até mesmo um lustre elegante, cada vez mais os designers e empresários comungam a ideia de fazer com que os ambientes comerciais sejam a extensão da casa de quem ali frequenta.

Agregue valor desde a seu primeiro contato com o cliente, quando mostrar sua metodologia, sua linguagem, sua bagagem criativa e cultura, seus projetos realizados, até a entrega final do seu trabalho. Mesmo que apenas uma “pintura na parede”, trabalhar tecnicamente, com materiais de primeira qualidade e com uniforme com a sua marca, são diferenciais que farão daquela simples pintura, um grande projeto de design e ambientação.

Tecnicamente, ter a capacidade de emocionar as pessoas com um projeto não é pra qualquer profissional. É aí que diferenciam-se os profissionais pensadores dos cumpridores de tarefa. Invista em pensar. Esteticamente, nada melhor que o desenho puro, recém saído da nossa mente e indo direta e somente para o lápis. O resultado é bem melhor.

ambiente

O tipo de projeto de ambientação trazido aqui é uma tarefa relativamente difícil, que requer um domínios de sinalização, editorial, identidade de marca e desenho à mão. Em 2014, veremos e faremos projetos tão bons quanto.

Amigos, por hoje é isto. Foi legal fazer esta série e espero que vocês tenham curtido.

Ficam aqui os links para todos os posts da série. Um abraço e até a próxima semana.

1. Design Trends 2014 – Identidades Visuais

2. Design Trends 2014 – Embalagens

3. Design Trends 2014 – Web e Mobile 1

4. Design Trends 2014 – Web e Mobile 2

5. Design Trends 2014 – Editorial

Referências:

http://www.behance.net/gallery/Starbucks-Bean-to-Beverage-Typographic-Mural/7462161

http://www.behance.net/gallery/Butter-Brothers/10150527

http://www.behance.net/gallery/Boomer-Pizza/10372055

http://www.behance.net/gallery/Together-Chalkboard-type/7031401

http://www.behance.net/gallery/Casa-de-Portugal-Vasco-da-Gama-(2013)/9527985

http://www.behance.net/gallery/Murals-for-Dessert-Hall/10244195

http://www.behance.net/gallery/Chalkboard-Typography-on-Letterpress-History/11091679

Clique aqui para comentar ( )