Publi e MKT

É pique, é pique, é pique!

Imagem: Fotolia

Aniversários sempre são esquisitos. Sempre.

A gente fica pensativo, achando que alguma coisa poderia estar melhor. Ás vezes admirando o quanto estão boas. Pessoalmente, gosto de olhar para o lado feliz da coisa, mas nem sempre é tão simples. A idade tem lá seu peso.

Quando somos jovens não entendemos bem esse lance dos números redondos. Saca? Vai fazer 50 anos. Depois 60. Esses tendem a ser aniversários mais icônicos e a gente se pergunta: por quê?. Depois que a gente faz 30, começa a sacar melhor. O primeiro ponto é que ninguém tem tanto pique assim pra comemorar todo aniversário como se tivesse o mesmo peso. E segundo porque, de alguma forma, passa a fazer mais sentido para uma avaliação melhor do nosso tempo.

Tem aniversários que são péssimos e estão dentro de uma grande fase boa. Outros são maravilhosos, mas vieram numa maré de azar. Comemorar de cinco em cinco anos passa a fazer mais sentido. Como o início de uma nova fase, como o término de outra. Dá pra ter uma noção maior das coisas.

No entanto, não é difícil encontrar no mercado publicitário empresas que fazem questão de comemorar seus 57 anos de existência (número escolhido arbitrariamente pra exemplificar, ok?). Não são 50, nem 60. Mesmo assim, fazem selo de aniversário e tudo mais. Não é assim gente, tem que saber dar valor na hora certa.

A Coca-Cola, por exemplo, fez 130 anos de existência neste ano. Você sabia disso? Não? Mas pode ficar tranquilo, porque quando fizer 150 você saberá. Claro que fizeram festa, promoção e tudo mais. Mas na boa, ninguém quer saber. Não é algo tão importante assim quanto 150 ou 200. Já a garrafa deles, quando completou 100 anos teve uma campanha gigantesca.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

São Paulo fez 462 anos. Mas não foi nem de perto tão falado e tão importante como quando completou 450. Aquele logotipo que acho lindo, fruto de um concurso (o prêmio foi entregue pelo Ziraldo ao ganhador – não consegui encontrar o nome do autor, se alguém souber só postar no comment). Parece bobeira, mas é de certa forma assim que funciona. Isso é mercado, é marca. É uma estratégia tão velha quanto nós mesmos.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Não sei bem explicar, mas nosso cérebro tende a interpretar as coisas mais simples de uma maneira mais ampla e que fixa melhor em nossa memória. E números inteiros ajudam muito nisso. Faz parte de um “instinto social” (se é que isso existe). Ninguém está acostumado a marcar uma reunião às 15h17. Ou é 15h15 ou 15h00/15h30.

Isso tudo é o que temos que ter em mente quando falamos de valor de marca e, especialmente em investimento. Campanhas comemorativas são importantes, claro. Mas sempre temos que saber que nem todo aniversário são bodas de ouro. Isso ajuda, e muito, na hora de se pensar estratégias comerciais, saber poupar um pouco da grana e gastar na hora certa. Enxergar a longo prazo.

Quando o seu cliente vier com aquele “logão” comemorativo dos 13 anos e meio da empresa dele, vale a pena conversar sobre o futuro, e fazer junto com ele um trabalho mais sério, mais amplo e mais lucrativo sobre a grande festa dos 15.

Me sinto feliz ao poder completar 31 de vida nessa sexta-feira. E não podia ser melhor a fase em que me encontro. Há duas horas atrás tive uma ideia para um conceito de campanha (pois é, criativo trabalha 24 horas) que acredito ser a melhor que já fiz na vida, de longe (se vai pra frente eu não sei). Tenho a oportunidade de escrever um texto e trazer aqui para você ler, e isso é uma grande vitória. Meus parabéns vão para vocês que ainda aguentam ler tanta coisa. Espero que faça algum sentido. Minha vida pessoal está maravilhosa também, graças às pessoas especiais que conheço e convivo.

De qualquer maneira, a comemoração mesmo vai ficar pros 35, porque continuando assim creio que será uma grande festa. Enfim, tanto na vida quanto na nossa profissão, vale sempre entender como as coisas funcionam e tirar o melhor proveito delas. Não se trata só de onde você está, mas também de onde quer chegar.

Clique aqui para comentar ( )