Design

Espaços adaptados para pets

Quem convive com animais de estimação em casa sabe o quão divertida pode ser essa convivência. Além de serem fiéis companheiros, enchem de carinho e alegria o dia-a-dia de quem os acolhe. Porém, a chegada de um pet no lar ou no ambiente de trabalho (o que tem se tornado cada vez mais comum) requer cuidados especiais tanto com o próprio animal – cuidando de sua saúde e alimentação – quanto com o espaço onde ele irá viver, que acaba tendo que passar por modificações para receber o novo morador.

Se, desavisado, você trouxe um animalzinho para casa e teve que lidar com móveis arranhados, tapetes manchados ou rasgados e alguns objetos quebrados, saiba que pequenas intervenções podem tornar essa experiência menos desastrosa e mais divertida para você e o pet.

O primeiro passo é eleger um cantinho fixo para o animal, onde ele irá dormir e se alimentar, diferente do local onde ele pode fazer suas necessidades fisiológicas. Caso você more em apartamento ou simplesmente queira proteger o seu animalzinho ou evitar fugas, selecione áreas que podem ser isoladas com telas, garantindo assim a segurança do pet. Essas mudanças iniciais fundamentais já irão organizar bastante sua rotina. Mas como evitar que metade da sua mobília seja danificada e que sua casa vire de cabeça pra baixo com as travessuras do bichinho.

Brincar, pular, correr e escalar são atitudes comuns de pets, algumas mais acentuadas dependendo do tipo de animal que você escolheu como companhia. No caso de gatos, por exemplo, que exploram muito mais a altitude de que os cães, há soluções que propõem a instalação de prateleiras e estantes altas com passagens feitas especialmente para os bichanos. Assim eles ficam à vontade para saltar e passear por entre os móveis sem causar grandes estragos, e até mesmo tirar uma soneca sem serem incomodados.

Já no caso dos cães, que são cheios de energia pra brincar e na maioria das vezes mais apegados ao dono, há opções de caminhas anexadas à cama do dono ou embutidas em móveis como mesas laterais e criados-mudos, por exemplo. Quer ver mais dicas de ambientes adaptados para os pets? Em nossa galeria tem muito mais inspiração para você acolher bem o seu animal de estimação.

Escrito por Mariany Carvalho

Referências:

01 | 02 | 03 | 04 | 05

Clique aqui para comentar ( )