Artes

Facilitação gráfica: uma ideia clara

Você já leu ou ouvi falar de facilitação gráfica? Bom, pelo nome não deve ser algo tão difícil de entender. Na verdade é simples e esse é o principal intuito: facilitar o conhecimento e aprendizagem. A Facilitação Gráfica ou Registro Gráfico é um formato de colheita de informações através da linguagem visual. Usa basicamente de ilustrações, gráficos, signos, formas, textos, ícones e esquemas. O recurso é usado em encontros grupais como eventos, apresentações, bate-papos, palestras, workshops, e semelhantes.

Trata-se de um recurso que tem um pouco de design thinking, ilustração, design, pois é de certa forma um pensamento visual. É super interessante, prende a atenção e torna os encontros descontraídos e animados, pois apresenta metáforas e linguagens lúdicas que agradam pessoas de todas as idades.

O registro gráfico é feito em painéis (flipchats), quadros ou em grandes folhas. A colheita é feita em tempo real e ao final tem-se uma espécie de resumão ilustrado, como uma mapa mental. Como se trata de um recurso imagético, as chances de memorização são muito maiores do que se fossem apenas textos.

O mais bacana é que a facilitação capta a essência do que realmente importa. Os principais pontos são destacados e o que foi dito não cairá tão facilmente no esquecimento. Independente do público, os registros são muito bem aceitos por pessoas mais analíticas que tendem a atuar com a base esquerda do cérebro, quanto para pessoas mais criativas (como nós hehe) que atuam com base direita.

IMG_0707

O facilitador gráfico precisa estar atento e conseguir captar as propostas, ideias, pensamentos, pontos de vista, perspectivas, visões e questionamentos, codificar e transparecer tudo isso de forma inteligível. Segundo Lucas Alves (foto),  facilitador e fundador da Ideia Clara, não é preciso saber desenhar e sim ter uma forma funcional de transmitir ideias. Formado em psicologia pela UFMG, já trabalhou com design de interfaces e ilustração, e é hoje um dos principais nomes da facilitação gráfica no país. Sua empresa oferece a facilitação gráfica presencial, materiais educativos e também vídeos animados, principalmente no estilo scribing (aquele da mãozinha, sabe?). Já desenvolveu projetos para empresas como Petrobras, Anglo American, Unimed, Oracle, Gol, Pilot, Shell, entre outras. Além disso, possui projetos autorais muito bacanas, como essa animação super legal de 5 dicas para criar portfólio:

Muito legal né?

A Facilitação gráfica pode ser usada para uso pessoal e também nos negócios. Nosso querido colunista André Rocha teve a oportunidade de participar e contou como foi sua experiência em seu artigo. Confira aqui.

Gostou dessa modalidade de trabalho? Conheça o curso do Lucas Alves.

Até a próxima pessoal! =D

Fontes: facilitacaograficacolheita.com.br; ideiaclara.com.br

Clique aqui para comentar ( )