ice
Design

FICE Brasil Demarca seu espaço no Rio de Janeiro

Realizou-se na semana passada, nos dias 4,5 e 6, a FICE Brasil (Festival Ibero-Americano de Criatividade e Estratégia) no Rio de Janeiro. Representando o blog Design Culture, estive presente no dia 5 de Novembro e este post é inteiramente dedicado a cobertura exclusiva deste evento que se encontra em sua 5ª edição e contou com grandes figuras do design e da publicidade mundial (veja fotos do evento na galeria abaixo).

Para quem não conhece, a FICE é um festival de publicidade que reúne os protagonistas da interatividade, criatividade, estratégia e digital do mundo inteiro, já tendo passado pela Colômbia e Venezuela.

O evento não é apenas acadêmico, também conta com uma parte comercial a qual se desenvolve um espaço de exposição de criatividade e interatividade com a participação de grandes marcas como Blackberry, Avianca, Kimberly-Clark, Getty images e muitas outras igualmente importantes. (mais informações no site http://www.festivalfice.com.br/quemsomos.php).

As Palestras

No dia 5 a FICE contou com três palestrantes de peso: Raphael Abreu, designer da Coca-Cola; Luis Menezes, sócio-diretor da Peras con Manzanas e Juan Isaza, diretor de planejamento estratégico e mídia social da DDB Latinoamérica. Ao final do dia, o fórum de interatividade brindou o evento com um momento especial com Rick Lopes, criador da página Gina Indelicada do Facebook. Nos dias subsequentes, mais sete feras completaram o forte time de palestrantes do FICE Brasil (veja foto abaixo do flyer com todos os palestrantes).

Agora, passo a relatar um highlight dos principais momentos deste evento que agitou o Centro de Convenções Sulamérica do Rio de Janeiro:

    Raphael Abreu

Brasileiro, carioca, integra o time da Coca-Cola na Costa Rica, onde foi responsável pelo projeto “Design Center of Excellence”. O grande mote de sua apresentação foi que “todo designer deve pensar grande sobre design” ou seja ele deve desenhar um sistema que tenha impacto no negócio como um todo e não apenas desenhar um produto ou uma peça. Segundo ele, “Pensar sobre o design não é apenas pensar sobre o eu, mas sobre todos”.

Sua palestra ainda contou com a participação de Cristiana Grether, sua parceira de empresa no Brasil, responsável pelo X-Mod ou Extended Designers, projeto que recrutou e preparou funcionários da empresa para serem designers, devido a escassez de profissionais da área trabalhando na empresa (entenda mais nesta matéria do jornal Propmark http://propmark.uol.com.br/anunciantes/45051:coca-cola-investe-em-design).

Para encerrar sua exposição, Raphael convidou Daniel Souza, seu ex-companheiro de trabalho na empresa Tátil Design. Daniel e Raphael são os responsáveis pelo logo das olimpíadas e paraolimpíadas Rio 2016. Juntos eles contaram um pouco de como foi o processo criativo de um logo tão importante: em resumo, a idéia era mostrar um pão de açúcar dinâmico, como um abraço, englobar três raças para mostrar diversidade do povo carioca e torná-lo um símbolo escultural que poderia ser replicado em vários cenários da paisagem do Rio. No final, mostraram o vídeo de lançamento do logo para o mundo, feito no Réveillon de Copacabana em 2010.

    Luís Menezes

Publicitário Chileno responsável por uma das agências referência no Chile, a Peras con Manzanas (peras com maças em espanhol). Sua palestra foi muito baseada no storytelling e no Branded Content, tendências mundiais da publicidade atual. Falou também sobre o processo criativo e como conhecer a marca e sua estratégia de posicionamento é importante para se lançar uma marca nova no mercado. O enfoque final ficou por conta de seu trabalho criativo para o lançamento do mais recente ícone musical do Chile, O pappydog, um reggeaton bem bolado (assista o vídeo mostrado no evento aqui http://www.youtube.com/watch?v=cuF0Gf5EWSc).

    Juan Isaza

Mexicano responsável pelo planejamento estratégico da DDB no México, Juan falou sobre a importância de um planner na publicidade mundial. Sua exposição se baseou em 5 temas para responder a pergunta inicial “Para que quero um planner?” Data, insight, valor, promessa e escuta. Segundo ele, insight implica em romper esquemas, agregar valor, especialmente hoje em dia quando o conteúdo se tornou a moeda mais importante nas redes sociais. Disse ainda que com a mudança mundal do off-line para o online, aproveitar os insight deve ser fundamental para aproveitar o futuro do negócio. Portanto, nas redes sociais, deve-se monitorar pessoas e não menções como tem sido feito.

Clique aqui para comentar ( )