Design

Gestalt – Forma: Ponto, Linha e Plano.

Hoje iremos abordar a conceituação da Forma de acordo com a Gestalt e passar por três características do estudo.
Se você chegou aqui agora, recomendo que dê uma passada no índice da série.

Forma

Podemos conceituar a forma de diversas maneiras diferentes, mas para nosso estudo da Gestalt iremos considerar que forma é o que percebemos do objeto visual. De uma forma mais simples, seria o resultado final da aplicação da Gestalt no projeto.

O estudo da forma, segundo João Gomes Filho em seu livro Gestalt do Objeto – Sistema de leitura visual da forma, pode ser dividido em seis elementos: Ponto, Linha, Plano, Volume, Configuração Real e Configuração Esquemática; destes, abordaremos os três primeiros elementos.

Ponto

O Ponto é a menor parte de uma composição visual, tornando-se o centro de atração visual da composição.

Linha

A Linha um conjunto de pontos que não podem ser reconhecidos individualmente, formando um outro elemento visual.

Plano

O Plano é uma sequência de linhas que, por sua definição em geometria, possui duas dimensões: largura e comprimento.

Para uma abordagem mais aprofundada destes conceitos, recomendo fortemente que leia o livro Gestalt do Objeto – Sistema de leitura visual da forma (Acho que deu para perceber que sou fã do João Gomes haha).

Até o próximo post da série!

Este post faz parte da série Gestalt: Série de posts sobre a psicologia da forma.

 

Outros links da Série de Posts:

Entendendo o jogo: o que é a Gestalt?

Origem do estudo da Gestalt

Gestalt – Origem do estudo [parte 2]

Gestalt: introdução às suas Leis

Leis da Gestalt: Semelhança e Pregnância da Forma

Leis da Gestalt: Continuidade e Proximidade

Leis da Gestalt: Unificação e Fechamento

Leis da Gestalt: Unidade e Segregação

Gestalt – Forma: Ponto, Linha e Plano

Dicas para colocar a Gestalt na prática

Clique aqui para comentar ( )