capahoff
Freela e Startup

Home Office. Você já tem o seu?

Levante a mão quem aqui já tem um home office! No post de hoje, falo sobre um modelo de trabalho que há bastante tempo vem crescendo, muito devido a globalização da economia e também em função do aumento da terceirização de serviços, o que acabou mudando o perfil do empregos e dos locais de trabalho.

Nós comunicadores, criadores, designers, fotógrafos, artesãos, jornalistas, publicitários temos em comum o fato de não depender apenas do trio mesa-cadeira-computador para planejar e colocar em prática algo novo. Tendo um bloco de papel e um lápis, já conseguimos esquematizar uma ideia e ali adiante colocá-la em prática. Ou seja, não dependemos e não precisamos ser colaboradores de uma empresa para que possamos trabalhar, basta que tenhamos nosso espaço organizado, nosso modelo de negócio e a divulgação do nosso trabalho que tudo fluirá em breve.

Quem vive o privilégio de ter uma profissão quase que “independente”, não tem a necessidade de se apegar às regras ditadas no modelo tradicional de trabalho que nos impõe. Claro que nenhum dos dois modelos é sinônimo de disciplina e produtividade, pelo contrário, trabalhar em casa deve ser levado muito mais à sério, já que em casa, a tentação de coisas que podem desviar nossa atenção é muito grande.

Como o próprio nome já diz, home office significa escritório/negócio em casa. É geralmente utilizado por três perfis bem distintos de profissionais. Primeiro, por trabalhadores independentes, que já começaram suas carreiras desta maneira e não se vêem trabalhando tradicionalmente. Segundo, por algumas empresas cujos funcionários não precisam ou não podem trabalhar no escritório. Terceiro, por profissionais que atuam em empresas com carga horária tradicional, mas que também trabalham como freelancers. O importante, independentemente do local de trabalho é a disciplina.

Assim como faz uma empresa tradicional, muitos fatores importantes devem ser levados em conta, tais como: Um plano de negócios bem definido, aperfeiçoamento (com a vantagem de poder comparecer a cursos e palestras em horários flexíveis); uma conta no banco apenas para seu negócio; investimento em materiais de divulgação; prospeção de clientes; proposta de trabalho bem definida e; uma marca forte, que mostre a todos que, mesmo trabalhando em casa, você é um profissional que prestará serviços com a mesma ou até maior qualidade de qualquer empresa do mercado.

A principal vantagem do home office é o conforto. Nós, criativos, sabemos da importância do isolamento para nos concentrarmos, e melhor ainda se for em casa em uma ergonômica cadeira. Outro fator relevante é o de não enfrentar trânsito, o que muitas estraga o dia de trabalho. Uma outra vantagem é a de nem sempre precisa ficar preso ao home office. De vez em quando ele pode ser um parque office, café da esquina office, livraria office, etc office. Sair da frente do computador de vez em quando é fundamental para a produtividade.

Mas claro que tudo não são flores e, algumas coisas devem ser evitadas. Trabalhando em casa, é pouco provável que você disponha de um local onde possa receber clientes, então vá encontre-os na empresa deles e, se ele for um profissional independente também, marque em um local onde se possa conversar tranquilamente. Também é pouco provável que você não tenha um telefone apenas para seu negócio, mas isso pode ser facilmente resolvido com um celular e um plano de conta barato e, quando possível, comunique-se pela internet. Também é preciso pensar que não há garantias salarias, benefícios e outras recompensas, é necessário trabalhar bastante para manter você e seu escritório. Enfim, tome todos os cuidados para que as coisas fiquem bem organizadas e divididas dentro de casa. Mesmo trabalhando em casa, é importante separar o home do office.

Investa fisicamente no seu espaço, e dá pra fazer isso sem gastar muito. Por exemplo, uma mesa pode ser feita com uma porta velha bem lixada e pintada sobre dois cavaletes. Pode ficar rústico, mas com certeza terá bastante personalidade e quem sabe seja a sua cara e o seu estilo. É essencial ter também uma boa cadeira, pois é nela que passaremos boa parte do nosso tempo. Um bom computador ou até mesmo um bom upgrade no seu antigo, deve ser feito e, quando for possível, fique com os dois, afinal, um deles pode vir a estragar ou coisa parecida, e nos momentos em que a demanda de trabalho estiver alta (que assim seja sempre), dá pra finalizar arquivos em um, enquanto se faz a criação no outro.

Cada um tem suas necessidades, eu por exemplo começo meus projetos sempre com estudos no papel, então uma coisa que não dispenso são boas canetas e boas lapiseiras, que não precisam ser adquiridas todas de uma vez, mas sim uma ou duas unidades a cada visita em uma papelaria; bons blocos de papel milimetrado e de papel vegetal e uns bons cadernos estilo Moleskine, para que possamos levá-los junto na pasta para uma reunião ou pra qualquer outro lugar. Se possível, tenha uma câmera digital bem modesta, se você não for fotógrafo. Registrar o que vemos na rua é riquíssimo para um projeto e se a foto ficar boa, poderá até ser vendida!!! Outras duas coisas que não dispenso em um estúdio de design são uma mesa de vidro, se possível com luz por baixo e também uma boa luminária. E pense sempre na ampliação de seu espaço, pois isso demonstra profissionalismo e vai culminar no seu crescimento e na qualidade dos seus trabalhos. Na verdade, nossa profissão se confunde muito com nossa vida, e esses universos acabam misturando-se muito, o que é bom, pois nosso home office vai ser sempre a nossa cara e nosso trabalho vai ser sempre carregado dos nosso melhores sentimentos! Bonito isso!

Abaixo, nas referêncis, cito sites com conteúdos bem importantes sobre esse modelo de trabalho. Leiam, informem-se mais, busquem seus modelos preferidos, compartilhem suas experiências nos comentários e me diga o que pensam sobre o modelo home office. Se gostam desta liberdade responsável, ou se preferem a tradição das nove às seis. Agora, fiquem com imagens inspiradores de home offices, pra tomarmos vergonha na cara, investirmos em nosso próprio negócio de uma vez por todas e buscarmos o melhor nível possível para nosso home office.

Um abraço, muita produtividade em seus home offices e até a próxima.

Escrito por Mariany Carvalho

Referências:
http://www.significados.com.br/home-office/
http://www.empreendedoronline.net.br/separando-o-home-do-office/
http://www.designerd.com.br/10-coisas-que-um-designer-que-trabalha-em-casa-deve-evitar/
http://blogmidia8.com/2012/06/home-office-5-dicas-para-nao-cair-na-rotina.html
http://www.escolafreelancer.com/como-trabalhar-em-casa-de-um-modo-mais-produtivo/
http://carreirasolo.org/guia
http://chocoladesign.com/dicas-pra-um-bom-home-office
http://www.coolguide.com.br/2011/11/10/como-o-design-de-interiores-pode-melhorar-a-produtividade-no-trabalho/
http://carreirasolo.org/respostas/como-montar-um-escritorio-em-casa
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,home-office-uma-tendencia-irreversivel,1015824,0.htm
http://www.moleskine.com/br/
http://magelstudio.com.br/2011/05/31/making-of-reforma/
http://designspiration.net/tag/workspace/
http://www.workstationsetups.com/
http://pinterest.com/search/pins/?q=home+office
Clique aqui para comentar ( )