Design

Leis da Gestalt: Continuidade e Proximidade

Hoje veremos a fundo mais duas Leis da Gestalt: Continuidade e Proximidade. Se você chegou aqui agora, recomendo ler este artigo e que dê uma passada no índice da série.

Continuidade

A Continuidade é a Lei da Gestalt a respeito da fluidez de uma composição. Se os elementos de uma composição conseguem ter uma harmonia do início ao fim, sem interrupções, podemos dizer que ele possui uma boa continuidade. Esta harmonia pode ser feita através de formas, cores, texturas, etc. Por exemplo: uma paleta de cores que começa no tom mais escuro e termina com o tom mais claro.

Continuidade

A continuidade é importante para que o cérebro decifrar melhor o código visual de uma composição. Ou seja, facilitar a compreensão e a comunicação de uma peça gráfica, por exemplo. Em uma linha contínua de pontos, nosso cérebro reconhece aquela continuidade como uma linha. Assim ele não precisa decifrar cada forma (que seriam os pontos).

 

Proximidade

Nosso cérebro tende a agrupar formas que estão próximas. Isto pode acontecer para formar o conceito do todo (quando várias partes formam um só elemento visual, que eu expliquei aqui) ou para formar grupos de uma composição visual.

Vamos usar a imagem do teclado como exemplo.

Teclado

A proximidade de todas as formas constrói uma composição visual: o teclado.

A proximidade das teclas pretas forma grupos de duas teclas e de três teclas.

O agrupamento da forma é comumente constituído por sua semelhança. Formas semelhantes tendem formar uma proximidade visual muito maior que formas não semelhantes. No exemplo acima, além da proximidade, a semelhança de cor e forma das teclas faz com que eu tenha uma noção melhor de proximidade.

Portanto, o agrupamento de formas pode criar grupos e subgrupos visuais que irão fazer parte de uma composição visual.

 

Na próxima semana iremos estudar as duas últimas Leis da Gestalt: Semelhança Pregnância da forma.

Alguma dúvida, sugestão ou crítica? Deixe nos comentários. Seu feedback é muito bom para o crescimento do blog.

Até terça!

Este post faz parte da série Gestalt: Série de posts sobre a psicologia da forma.

Clique aqui para comentar ( )