maxresdefault
Design

NERVANA, o fone de ouvido das sensações.

O que te traz alegria? Tomar um sorvete? Comer chocolate? Jogar videogame? Estar em boa companhia? Ouvir música? Sim, música tem um poder estimulante no nosso cérebro muito interessante. Ás vezes a letra nos deixa feliz, triste, incentivados… às vezes a melodia nos faz dançar, dormir, refletir… Incrível essa junção de letra e melodia, como uma combinação perfeita para atingir nossa mente e coração. Tudo bem que a música produz muitas emoções, mas você já pensou em um fone de ouvido capaz de produzir o “Hormônio do prazer” enquanto a música é reproduzida?

Acredito que você nunca pensou nisso! Saiba que agora é possível. O fone é uma combinação de ciência e tecnologia, que promete revolucionar o modo como escutamos e aproveitamos a música. O dispositivo foi criado por dois irmãos, ambos médicos, que tiveram a ideia de aproveitar um dispositivo de estimulação do nervo, geralmente implantado cirurgicamente, para fornecê-la aos usuários de uma forma totalmente não-invasiva. Drs. Richard e Daniel Cartledge formaram NERVANA LLC, incluindo especialistas em propriedade intelectual e médicos e engenheiros para tornar esse sonho uma realidade. A equipe criou NERVANA – um dispositivo de avanço que acessa o nervo, sem cirurgia ou ação percutânea e fá-lo em harmonia com músicas selecionadas pelo usuário.

Os fones de ouvidos, provocam o cérebro a produzir dopamina, serotonina e oxitocina, neurotransmissores responsáveis por nos fazerem sentir a sensação de prazer e felicidade, algumas formas de estimulá-los é: praticando exercícios físicos, usando drogas, fazer sexo, escutar música, entre outras atividades.

Fone de Ouvido NERVANA.

Fone de Ouvido NERVANA.

 

Como funciona? 

O fone de ouvido pode ser plugado no aparelho smartphone ou em um dispositivo criado pela própria empresa. No caso do fone, um circuito de centro de processamento de sinal recebe a música e sinais de estimulação, dividindo esses sinais de forma adequada para os dois fones de ouvido. O auricular direito recebe apenas o canal direito do sinal de música. Já o auricular esquerdo de propriedade, em comparação, não só recebe o canal esquerdo do sinal de música, mas também recebe o sinal de estimulação dentro do próprio material auricular, para fornecer estimulação elétrica para a superfície interior do canal auditivo e, deste modo, o nervo.

No caso do dispositivo NERVANA, há dois modos possíveis de utilização. Primeiro no modo de Música, onde atua pelo sinal de música selecionada pelo usuário, que é a entrada através de um conector de áudio padrão e é emitido pelos alto-falantes contidos nos fones de ouvido do auscultadores NERVANA. Dentro do dispositivo NERVANA, o sinal de música é analisado e gera uma saída de estimulação do nervo que sincroniza com o sinal da música, de modo que o usuário pode sentir a música. O segundo modo é Ambiente, em que o microfone interno com modulação de saída para o NERVANA fone de ouvido é baseado em sons do ambiente. Em termos mais simples, qualquer música tocada ao redor do usuário, por exemplo, em um concerto, será a base para a saída de estimulação do nervo enviado para o usuário através dos auscultadores NERVANA. Isto significa que, no modo de ambiente, de todos os utilizadores NERVANA no mesmo local pode experimentar a estimulação do nervo semelhante.

Dispositivo NERVANA.

Dispositivo NERVANA.

 

IMG_3594

O grande desafio para NERVANA foi provar a funcionalidade dos fones de ouvido, para isso foram feitos testes. Para dois voluntários, Conor e Joel, sentiram um formigamento elétrico quando colocaram o fone de ouvido, o que se intensificou à medida que aumentaram o volume e a intensidade de sua experiência no gerador. A picada persistiu até os 15 ou mais minutos de música. Por cerca de uma hora depois, ambos sentiram-se calmos e felizes; Conor também alegou que o dispositivo havia curado sua ressaca.

Em entrevista, a enfermeira Ami Brannon e o engenheiro elétrico Gregory Mayback, foram questionados se havia algum perigo em estimular o nervo a produzir dopamina, eles responderam: “Não existe. Na verdade, existem várias décadas de ciência por trás da estimulação do nervo. Historicamente, estimuladores de nervos vago só foram implantados através de cirurgia. Nossa equipe é composta por médicos, pesquisadores médicos e engenheiros que sabiam sobre a cirurgia de implante de nervo, e que o nervo estimula uma sensação agradável. Então, trazer essa sensação aos consumidores sem a cirurgia era o nosso objetivo desde o início.”

Enfermeira Ami Brannon e o Engenheiro Elétrico Gregory Mayback.

Enfermeira Ami Brannon e o Engenheiro Elétrico Gregory Mayback.

Para os interessados o NERVANA custará US$ 300 e poderá ser encomendado a partir de fevereiro. Já as entregas do produto começam em abril.


 

Fonte: http://futurism.com/this-startup-gets-you-high-on-dopamine-no-exercise-required/

Clique aqui para comentar ( )