Inspirações

O aspecto emocional em uma embalagem

Olá, designers! O que é de fato importante em uma embalagem? O post tratará de um aspecto bastante forte a ser considerado neste tipo de projeto: a emoção!

Há alguns dias estive presente em uma palestra sobre design de embalagens, onde profissionais de diversos escritórios apresentaram cases e deram algumas valiosas dicas de como fazer para um projeto ter verdadeiro destaque. Entre estas muitas dicas, o que mais me chamou a atenção foram os comentários e preocupações com as questões emocionais e sensitivas na hora de projetar uma embalagem.

Resolvi então compartilhar o que absorvi com a troca de ideias que ocorreu na ocasião. Vamos lá.

Antes de mais nada, uma aprofundada pesquisa é fundamental.

Prove ao seu cliente, se possível com projetos medianos ou parecidos com outros, que esta fase é de importância vital para o projeto. Vá à campo, busque fora da tela do computador o que os concorrentes andam fazendo em suas embalagens. Visite farmácias, supermercados, pequenos comércios, colete material e anote o que é bom e o que é ruim nos projetos. Faça um painel semântico e busque a essência do produto, desenhe muito e só depois use o computador para finalizar o projeto da embalagem deste produto.

Quebre paradigmas.

Em um projeto para embalagem de leite, por exemplo, fuja da tradicional composição campo verde, vaquinha sendo ordenhada e leite sendo derramado no copo. Invista talvez em algo que remeta ao leite recém tirado da vaca, mas com uma mensagem que se diferencie tipográfica ou cromaticamente.

EMBALAGEM

Impacto no PDV.

Se possível, na fase de pesquisa busque fotografar as gôndolas ou os possíveis locais onde a embalagem projetada será exposta. Depois das fotos, faça montagens no photoshop, comparando sua embalagem com as concorrentes. Mesmo que ela não vá ter uma posição de destaque na gôndola, não custa caprichar no projeto e fazer com que ela chame atenção, mesmo ficando nas prateleiras de baixo.

Transmita boas sensações.

Uma embalagem se destaca também pela sensação que ela causa nas pessoas. Mesmo não sendo o público-alvo, a embalagem deve pescar todas as pessoas pelo a sensação boa que ela transmite. Muitas vezes, as pessoas estão buscando um presente para alguém e uma embalagem que transmita uma boa sensação, pode decidir uma compra.

Incentive à uma ação.

A embalagem projetada deve incentivar um usuário à praticar uma ação. Por exemplo: uma embalagem de produto para cuidados pessoais deve conter informações diretas ou indiretas que incentive o usuário a cuidar de sua saúde. Sejam com uma paleta cromática leve ou com uma tipografia com estilo manuscrito, a sensação e o incentivo devem ser claros.

Faça com que o público deseje a embalagem (e o produto também).

Uma embalagem deve ser pensada para ser utilizada antes, durante e depois de sua compra. A Skol recentemente lançou a coleção Skol Design, cujas garrafas podem ser reaproveitadas para decorar ambientes. Pense e considere sempre lançar uma coleção de embalagens, pois as pessoas comprarão o produto para reaproveitá-las ou para simplesmente guardar. Uma embalagem de sapatos, pode ser uma saquinho de tecido, que se utilize posteriormente em transportes, por exemplo.

EMBALAGEM

Utilização de cores.

Pense sempre em cores que se destaquem em relação aos concorrentes. De nada adianta lançar um produto que seja uma commodity, e que sua embalagem também seja padrão. Considere utilizar uma paleta de cores que se diferencie das outras marcas. Embalagens de arroz, por exemplo, são quase todas transparentes e com os produtos à mostra, quase sem nenhuma cor que as destaque na gôndola. Pense em cores que façam a embalagem saltar aos olhos do consumidor, destacando inclusive o Appetite appeal do produto. Use uma paleta de cores inversa às mais comuns.

A embalagem é também um meio de comunicação.

Faça sempre o projeto perfeito. A embalagem, antes mesmo de acondicionar um produto, é a principal forma de comunicação da marca com seu público. Uma embalagem bem projetada será tão forte que dispensará inclusive o material de apoio. Aliás, pense em não utilizar material de apoio, pois a embalagem deve chamar atenção por si só. Pense também em sua produção, utilizando outros materiais diferenciados e formas de impressão mais baratas e que não agridam tanto o meio ambiente, equilibrando os custos de produção.

Apresentação é (quase) tudo.

Dedique tempo para produzir mockups físicos para a apresentação ao seu cliente. Se possível, simule uma gôndola no dia da reunião e sim, compre produtos concorrentes e coloque nesta gôndola juntamente com o seu projeto. Para o seu portfólio, invista em produzir fotos ou faça excelentes renderizações em 3D.

EMBALAGEM

Projetar uma embalagem é bastante dificil. Os aspecotos técnicos que devem ser levados em conta são diversos mas, muitas vezes a simplicidade é quem ganha o jogo. Diferencie e internacionalize seus projetos. Busque referências de todas as culturas, não só a ocidental (caso você esteja projetando para o Brasil).

Espero que as dicas tenham sido de grade utilidade pra vocês, leitores. Comentem e digam o que pensam e consideram em um projeto de embalagem. Um abraço a até o próximo post.

Referências:

http://www.updesign.com.br/
http://www.benditodesign.com.br/home.html
http://www.zondesign.com.br/
http://www.apdesign.com.br/
http://isabelarodrigues.org/
http://www.papillon.blog.br/2010/05/appetite-appeal-truques-visuais-para-te-deixar-com-agua-na-boca/
http://lovelypackage.com/
http://lovelypackage.com/student-work-broby-grafiska-school-of-communication/
http://www.skol.com.br/
Clique aqui para comentar ( )