Inspirações

O bom e velho currículo…

Currículos sempre geram dúvidas e são alvo de discussões entre os profissionais, quem nunca quebrou a cabeça decidindo se colocaria tal informação ou tal elemento visual nele? Muitos designers nem se preocupam, alegando que os empregadores dão muito mais atenção ao portfólio; mas será mesmo?

Se você acha que o currículo de um designer não tem importância frente ao portfólio está enganado, para alguns o primeiro é até mais importante; Ron Newman, educador australiano, diz que já examinou centenas de portfólios e currículos e costuma “escutar” o segundo. O candidato pode possuir trabalhos excelentes, mas estes nem sempre podem ter sido feitos totalmente por ele; as vezes os projetos são feitos com a supervisão de outro profissional, ficando a cargo do candidato apenas a execução; isso ocorre frequentemente e o empregador acaba se arrependendo da contratação algum tempo depois.

O currículo é um complemento ao portfólio e obviamente deve ser produzido com o mesmo cuidado; com ele o empregador terá certeza sobre sua formação, seus dados e aptidões.

“Então vou criar um layout sensacional e espetacular para meu currículo e impressionar a todos!”

Calma jovem, aí entramos em outra discussão… O problema que se deve ter em mente, é que nem sempre a pessoa que vai analisar seu perfil entre vários outros vai ter muito tempo para fazê-lo. Ao selecionar candidatos para uma vaga, frequentemente é feita uma pré-seleção, na qual 90% dos candidatos são descartados, essa pré-seleção normalmente é feita rapidamente com um passar de olhos nos currículos para identificar os melhores. Logo, acredito que o currículo deve ser compacto, destacando claramente os pontos fortes de sua carreira; não se preocupe com muitos detalhes, pois se for necessário eles serão solicitados depois.

Impressione mais no portfólio, pois este provavelmente será examinado pelo diretor de arte ou de criação e não pelo departamento de RH. O currículo deve ser chamativo sim, criatividade é sempre bem-vinda! Mas tome cuidado, o visualizado jamais deve ter trabalho para achar ou ler determinada informação. Na dúvida lembre-se: menos é mais.

E você? Como acha que um currículo deve ser para que seja eficiente? Deixe sua opinião! :)

Clique aqui para comentar ( )