Design

O consumidor no topo da cadeia de valor da sua Marca

As marcas tem se esquecido que para seu produto vender e ser bem aceito no mercado, ele tem que atender a necessidade do consumidor. Mas porque vemos tantas empresas fracassando nisso?

Simples, porque elas esquecem que o consumidor tem que estar no TOPO da cadeia de valor, isso é, não adianta apenas ouvi-los sobre o que eles pensam do seu produto ou Marca, os mesmos tem que ter influência direta nas decisões da empresa, assim o consumidor falará do seu produto ou serviço (independente do que você venda, você é uma empresa de serviço, segundo Kotler), contribuindo com a reputação dela.
Quem segue esse conceito com maestria é o Google, que lança produtos em fase “beta”, para que os usuários contribuam para seu aperfeiçoamento e acabamento, tanto com feedbacks ou com eles mesmo solucionando-os.

gogole

 

 

Isso é bem o que o conceito Open Source Branding exemplifica, segue abaixo o significado:
“Open Source Branding é a liberdade ou autorização que uma organização dá para os seus clientes recriarem a sua marca da maneira que quiserem. É uma marca abrindo suas portas para que qualquer pessoa crie ou desenvolva algo para ela. Em outras palavras, é a liberdade de criação e recriação de uma marca.”

Isso é, colocar o consumidor no início de toda a cadeia, porque a marca não é mais propriedade da empresa, mas sim dos seus consumidores. Deixar que os mesmos participem da gestão de sua empresa, seu produto ou marca é fundamental para manter a capacidade de inovação.

Vamos exemplificar: Imagine que sua empresa é como a plataforma do Iphone, em que o próprio consumidor cria os aplicativos, atendendo as vezes, uma necessidade deles mesmo.
Não faz sentido as empresas acharem que produzindo algo ás cegas, com pesquisas de mercados (não que elas sejam inúteis, mas sim que com apenas elas você errará mais do que acertar, que pra uma marca isso é a ruína, trazendo uma reputação negativa) acertarão no que diz respeito ao gosto do consumidor, acaba sendo uma loteria pura.
O futuro das empresas esta andando pelo caminho do open source, isso é, uma inovação aberta e a cocriação, seja quanto á marca, serviço ou ao produto.
E vocês, acham que as marcas estão seguindo esse caminho ou estão com seus dias contados?

Clique aqui para comentar ( )