Inspirações

O empoderamento do Design – o exemplo de Lucas Rossi

Olá, querido/a leitor/a!

Outro dia, abordamos aqui, a força empoderadora, a energia motriz, o peso forte que o Design pode exercer – e o deve, como contribuição para melhorias de nossa sociedade, como se o Design bem elaborado fosse um herói destemido disposto a defender os fracos e oprimidos. No artigo (ver aqui), o tema foi tratado seguindo a ideia conceitual de que um projeto bem estruturado não apenas esteticamente, mas com narrativa objetiva e clara, pode sim contribuir para o aprimoramento de ideais e práticas que contribuam para o bem estar comum.

Não obstante, recentemente tivemos um bom exemplo do que tratamos aqui. Um estudante brasileiro, da área (Design) venceu um concurso estabelecido pelo Departamento de Polícia de Nova York, cuja temática aborda o Assédio Sexual. Ele se mudou a pouco tempo para Nova York e cursa Design Gráfico no New York Institute of Technology (NYIT), como bolsista pelo programa Ciência sem Fronteiras.

20151128150416722491o

Lucas Rossi, estudante braileiro de Design, entre o comissário Benjamin Tucker e Susan Birnbaum presidente da NYC – Police Foundation (foto: NYPD/Photo Unit)

Sobre o job, Lucas diz:  “O tipo de arte do cartaz era livre, escolhi trabalhar apenas com tipografia e cores. Nas semanas de finalização do projeto o professor Tony Di Spigna, que dá aula de tipografia, foi o meu mentor”. contou. A inspiração veio dos trabalhos gráficos do designer Herb Lubalin. “Comecei a ter muito mais acesso nessas aulas de tipografia, pois o meu professor trabalhou com o Lubalin por muitos anos. E a solução gráfica veio da combinação de alguns esboços, ideias de frases, de composição”. Usando cores fortes como preto e vermelho, com o branco equilibrando as coisas, o cartaz criado pro Lucas diz: “Quando agressão sexual acontece. Help”, sinalizando para os números de emergência da polícia. Confira:

20151128150534964922u

Lucas estabelece que o diálogo sobre a problemática do Assédio Sexual é mais efetivo que no Brasil. Isso facilita a discussão e a criação de políticas públicas contra esse problema social.

Ao fim, esse exemplo vem a calhar, com uma roupagem bastante atual e direcionada à ideia de que o Design, quando bem desenvolvido, nos dá força e empoderamento para tratar de temas que afligem nossa sociedade e que, munidos das armas certas, como criatividade, conhecimento e bons ideais, nossas técnicas serão direcionadas para o lado certo: a defesa dos princípios que visam o bem estar de todos.

Que aforça esteja com todos! (Hoje esse bordão soou bem melhor que nas outras semanas,não é verdade?)

Yeah!

Clique aqui para comentar ( )