PRINCIPAL
Publi e MKT

O Papai Noel e a Coca-Cola

Minolta DSCOlá pessoal,

Em clima de natal que vamos trazer o post de hoje. Quem já ouviu falar da associação da marca da coca-cola com o bom velhinho, muitas são as histórias que relacionam as duas coisas, vamos buscar quais os reais fatos, ele foi criado pela empresa? foi modificado por ela? O que sabemos até agora é que ele é um dos principiais representantes da marca.

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura.

O velhinho, gorducho, de barbas brancas, gorro e roupas vermelhas e um saco cheio de presentes. É a descrição imediatamente nos vem à mente o Papai Noel, não é? Mas você sabe quem criou essa imagem?

Há muitos anos circula a história de que o Bom Velhinho, com suas barbas brancas e roupas vermelhas, seria uma criação da fábrica de refrigerantes Coca-Cola. Vários sites e blogs apontam que em 1930, a Coca-Cola Company teria feito uma campanha de marketing e, pela primeira vez, mostrado ao mundo o agora famoso Santa Claus.

Será que a multinacional Coca-Cola foi, de fato, a criadora do Noel?

Falso! O mito já existia bem antes de 1930!

Em 1823, o até então desconhecido professor americano Clement Clarke Moore conseguiu que um poema seu, chamado The Night Before Christmas, fosse publicado – anonimamente – num jornal e, a partir de então, seu texto se tornou uma dos maiores símbolos do Natal. Principalmente na América do Norte.

É claro que há muita controvérsia em relação à verdadeira autoria do tal poema, mas esse texto foi a primeira descrição de um velhinho bochechudo que vinha em um trenó e entrava nas casas pela chaminé. Antes disso, o Papai Noel era descrito de várias formas: Elfo, espírito, duende, santo, etc.

O Bom Velhinho, que também pune as crianças que não se comportaram durante o ano, foi ganhando novas características até que 40 anos mais tarde – em 1863 – o cartunista americano Thomas Nast criou a imagem do Noel quase igual à que conhecemos hoje. Seu trabalho foi parar na capa da revista Harper’s Weekly.

 

Minolta DSC

Thomas Nast também foi o criador da parte da lenda do Papai Noel morar lá no Pólo Norte!

nastsanta

Vários artistas foram recriando e redesenhando esse símbolo do Natal com o passar dos anos. Cada um, dando seu toque pessoal ao Papai Noel. Em 1905, Carl Stetson Crawford ilustrou o volume XXXIII do livro 2 chamado St. Nicholas for Young Folks.

st-nicholas-1905

Em 1930, quando o mito do senhor bondoso que entrega presentes em todas as casas do mundo na noite de Natal já estava enraizado no imaginário popular dos americanos, a Coca-Cola Company contratou o ilustrador Haddon “Sunny” Sundblom para criar sua campanha de Natal daquele ano.

Oficialmente, a primeira campanha da Coca-Cola usando o Papai Noel como garoto propaganda da empresa foi essa:

Santa_Claus-coca

Tempos depois, muita gente acabou afirmando e acreditando que a fábrica de refrigerantes foi a criadora do Papai Noel “moderno”. Há relatos afirmando que as roupas do Santa Claus eram verdes e tiveram suas cores mudadas para o vermelho para se adequar às cores da Coca-Cola.

Acontece que o Bom Velhinho já usava vermelho muitos e muitos anos antes.

Aliás, A Coca-Cola não foi a primeira a usar o senhor Noel para ajudar a vender suas deliciosas bebidas! A White Rock Beverages usou Papai Noel para vender sua água mineral em 1915 Ginger Ale em 1923.

 

 

Fontes:

Papai Noel foi criação da Coca-Cola?

http://www.suapesquisa.com/historiadopapainoel.htm

Clique aqui para comentar ( )