Notícias

Ponte da Vida: Uma campanha publicitária que reduziu em 85% a taxa suicídios na Coréia do Sul

campanha-01

É impressionante como os meios de comunicação nos influenciam, não é mesmo? E quando conseguimos mudar a vida das pessoas utilizando-os é ainda melhor.

Pensando assim uma campanha publicitária desenvolvida pelo Seguro Samsung na Coréia do Sul conseguiu reduzir em 85% a taxa de suicídios no país, que era uma das maiores do mundo de acordo com a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico).

A campanha teve início em dezembro de 2012 e recebeu o prêmio Cannes Lion em 2013. A campanha consistia em evitar que o governo coreano fechasse a ponte ou construísse muros para evitar que as pessoas tentassem se suicidar.

A Ponte Mapo conhecida como uma das “pontes suicida” que existem por todo o rio Han, em Seul, agora leva o título de “ponte da vida” devido a esta campanha. O projeto levou um ano e meio para ser aplicado, pois toda a vez que alguém se aproxima das laterais um sensor ativa as luzes que tem próximo a borda de segurança que muitos usavam para subir e se jogar de lá.

Por fora, em frente as luzes, foram escolhidas 20 frases juntamente com psicólogos e ativistas da prevenção ao suicídio como: “Os melhores momentos da sua vida ainda estão por vir”, “Como você gostaria de ser lembrado?” ou “Vá ver as pessoas de quem você sente saudade”.

campanha-03

A campanha “Ponte da Vida” contou com 124 trabalhadores, totalizou 2,2 km de extensão e utilizou 2.200 luzes de LED e sensores.

Em entrevistas os integrantes da equipe da Cheil Worldwide fizeram a seguinte declaração: “Nossa intenção era que os pedestres continuassem lendo as mensagens mostradas ao longo dos 2,2 quilômetros da Ponte Mapo e, finalmente, andassem todo o caminho para o outro lado sem se darem conta”.

Confira abaixo o vídeo de como o projeto foi realizado.

 

Para acompanhar as frases, você pode encontrar esta estátua de um amigo reconfortando o outro, que é um dos grandes marcos da campanha.

campanha-02

Clique aqui para comentar ( )