Foto: Alexandre Delmar
Design

Porto ponto. Uma cidade com identidade

Foto: Alexandre Delmar
Foto: Alexandre Delmar

fonte: White Studio

Há pouco me mudei para a cidade do Porto, Portugal. Apesar de seus quase 900 anos, a cidade exala jovialidade. De um lado seu centro histórico, patrimônio da humanidade, de outro seus tantos estudantes universitários e uma cena noturna agitada. Arte, design, arquitetura estão por todos os lados. E algo que não passa despercebido é a identidade visual da própria cidade.

Em 2014 três estúdios do Porto foram convidados a desenvolver uma nova marca para a cidade e sua câmara municipal. A proposta escolhida foi elaborada pelo White Studio, escritório de Eduardo Aires, professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

A marca Porto. foi lançada em setembro de 2014 e ganhou alguns dos mais importantes prêmios mundiais de design e branding, os ED Awards, D&AD Awards Graphis, o que eleva o Porto à condição de “case study” mundial de branding de cidade.

 

fonte: logotipo.pt

fonte: logotipo.pt

Alta expectativa

O desafio era grande. Aos três estúdios convidados, foram dados 18 dias para a elaboração das propostas. Deveria ser apresentada uma nova identidade e estratégia de comunicação para a cidade, transmitindo jovialidade e energia para os cidadãos e turistas. O sistema visual deveria considerar a renovação não apenas da marca da cidade, mas também de suas instituições.

A identidade visual anterior deixava muito a desejar. O Porto é uma cidade cosmopolita, cheia de vida, costumes, possui ícones e símbolos próprios, atém de um horizonte muito particular. Por mais emblemática que seja a Torre dos Clérigos, incontestavelmente um dos símbolos do Porto, a cidade não poderia ser resumida em um único edifício. A expectativa de uma nova identidade, que transmitisse tudo o que a cidade do Porto representa para seus cidadãos, era enorme.

azulejo 1

azulejo 2


A causa é a cidade. A causa é o Porto

O Porto é apaixonante, cria uma relação de proximidade e pertença com seus cidadãos e turistas. E cada pessoa tem um relacionamento único com esta cidade. Para o White Studio, a ideia de que todos deveriam ter o seu próprio Porto permearia todo o projeto.

“Com esta ideia em mente, uma das primeiras tarefas a que nos propusemos foi perceber como é que os outros vêem a cidade e o que resulta dessa observação. É óbvio e até cliché, identificar os grandes ícones como a Torre dos Clérigos, a Casa da Música, a Ribeira, a Fundação Serralves, o rio Douro. Estes ícones vão da incrível gastronomia ao sotaque inconfundível do norte de Portugal. O vinho do porto, o São João, o antigo e o contemporâneo, o património e o familiar… a lista de Portos continua.”

O Porto deveria, então, ter não apenas um ícone ou logo isolado, mas um sistema que transmitisse essa multiplicidade de visões. Uma marca cheia de vida, histórias, personalidade.

 

Painel de azulejos da Igreja do Carmo. foto: Edson Maiero

Painel de azulejos da Igreja do Carmo. foto: Edson Maiero

Os ícones

A inspiração que procuravam foi encontrada nos azulejos azuis espalhados pela cidade. Embora seja característico encontrar azulejos coloridos variados, com padrões e desenhos que vão desde o mais geométrico ao mais ilustrativo, apenas os azulejos azuis são utilizados para contar histórias. Os azulejos azuis mostram a história da cidade, falam do Porto e dos seus monumentos. Eles são narrativos por natureza.

grid
Com base nisso, foram desenvolvidos mais de setenta ícones geométricos que representassem a cidade e a sua vivência. Os ícones foram desenhados com base num grid que permite criar ligações entre eles, criando uma rede contínua, que evoca um painel de azulejos. Estes ícones formam um código visual que representa a cidade. Um código que pode viver isoladamente, com cada ícone individual, ou como uma rede de símbolos que mostram a interminável complexidade dessa cidade. Os ícones podem ainda ser um pouco mais ilustrativos, contendo histórias, mostrando a paisagem ou traduzindo paixões.

projectos_76_1 projectos_76_2 projectos_76_3 projectos_76_4 projectos_76_5 projectos_76_6 projectos_76_7

Porto. (Porto ponto)

Para transmitir a personalidade forte desta cidade a palavra foi mais que suficiente. Numa afirmação simples e direta, nada mais do que o Porto. O Porto é o Porto, e ponto. E é incomparável. Este “motion” resume a dinâmica da identidade gráfica da marca.

19dcd820315389.562e99c8bab40projectos_76_9 projectos_76_11_1


Marca em evolução

A identidade visual do Porto é livre para o avanço e novas interpretações. A lista de elementos a representar continua a crescer. Cada pessoa pode trazer a possibilidade de um novo ícone. Segundo o White Studio, este é um sistema aberto. Através de sugestões, painéis de desenho e entrevistas, recolhem o máximo de contribuições possível e, constantemente, podem surgir novas ideias. A ambição do escritório é fazer com que esta identidade seja confortável e familiar para os cidadãos do Porto.

“Queremos que seja deles. As suas ideias e a sua participação são tidas em consideração para construirmos estas histórias em conjunto. O Porto é uma identidade partilhada. Não quer ser acabada ou fechada. A abertura e a versatilidade deste sistema permite à identidade revelar os seus vários estados de maturidade, crescer e desenvolver-se num ambiente mutável e dinâmico. O desejo contido nesta imagem é que ela funcione para todos os portuenses, que ela possa ser abrigo de todos os portuenses, e que todos se possam encontrar nessa imagem. Na diversidade dos símbolos queremos encontrar a unidade.”

ws-4
ws-1
projectos_76_20
ws-5
ws-17
projectos_76_19_1
projectos_76_19
projectos_76_16

Letreiro recém inaugurado na Avenida dos Aliados. fonte: porto.pt

Letreiro recém inaugurado na Avenida dos Aliados. fonte: porto.pt


Cidades com identidade

Uma marca diz muito de uma empresa. E de uma cidade? Um sistema de identidade tem o poder de criar uma unidade, transmitir personalidade, criar pontos de interesse, diminuir a poluição visual… A marca de uma cidade é cheia de poderes. Por isso acho importante essa preocupação da Câmara do Porto com sua imagem. A cidade tem uma vocação artístico-cultural e a Câmara incentiva a população através de concursos e projetos (assunto para um próximo post, aqui). Além disso, inscrevem a cidade para receber eventos relacionados à arte e cultura. Esse mês o Porto foi anunciado como cidade sede do European Design Awards 2017, um dos mais importantes prêmios de design.

E vocês, têm exemplos de outras cidades que se preocuparam em renovar sua marca e o fizeram com êxito?

FICHA TÉCNICA

Cliente: Câmara Municipal do Porto
Execução: White Studio
Ano: 2014
Direção de arte: Eduardo Aires
Projeto de design: Ana Simões, Raquel Rei
Designers: Raquel Rei, Ana Simões, Lucille Queriaud, Joana Mendes, Maria Sousa, Dário Cannatà
Animação: Tiago Campeã
Fotografia: Alexandre Delmar

Fonte: White Studio

Clique aqui para comentar ( )