Design

Quando a sua ideia não é aceita

Caro leitor, este artigo não é algo exclusivo do mundo do design, mas vale como uma orientação, para que quando um dos momentos mais difíceis da sua profissão aparecer, não se transforme em um gatilho para a sua desistência.

Muitas vezes a sua ideia não é bem aceita pelo seu cliente ou quando você faz algo que é publicado direto ao público, como a internet, pessoas aproveitam o anonimato para reprovar e utilizar de palavras rudes para te criticar.

Mas antes de aceitar tudo como verdade absoluta, analise se as críticas são construtivas ou destrutivas, caso chegar a conclusão que é a segunda opção (frases indelicadas e incorretas), tente entender qual é o real motivo, se for para te destruir, não se altere emocionalmente e nem se preocupe com o que foi falado.

A crítica construtiva pode aparecer em feedback ou até como conselhos, sempre com o objetivo de fazer você despertar para o desenvolvimento profissional. Essa é feita por pessoas preparadas e que possuem fundamentos reais para fazer esse tipo de crítica.

Aceite que você não é perfeito, algumas coisas que irá fazer não apresentarão o resultado que o cliente esperava ou não atenda as expectativas. Uma sugestão de atividade é se autoavaliar, coloque em uma folha os seus defeitos, depois disso é hora de começar a ver como pode mudar essa situação, pode ser o momento de começar um curso, uma pós-graduação ou outra atividade para polir o seu conhecimento. 

Quando alguém fazer uma crítica de forma gentil, agradeça a pessoa por ser honesta, isso mostra que ela deseja o melhor como profissional e que você é humilde para ouvir dicas de outras pessoas.  

Claro que, quando se recebe uma crítica, a tendência é ficar triste, mas não se pode deixar alguém te desanimar, aproveite essa oportunidade para fazer o melhor e mostre que tem capacidade infinita e que confia em si mesmo.

positivo

Uma última colocação, quando for fazer alguma crítica sobre algum trabalho, não utilize palavras rudes e de baixo calão, isso mostra o tipo de profissional que você é. 

Clique aqui para comentar ( )