Entretenimento

Quando salvar turistas torna-se uma missão publicitária

Desde do ano de 2014 o Brasil tem sido o centro das atenções do mundo, motivo: eventos internacionais. Uma das grandes preocupações que assolaram as autoridades sempre foi com relação a barreira dos idiomas. Afinal, como um país com apenas 3% da população sendo bilíngue, poderia oferecer estrutura o suficiente para todo o tipo de turista.

Passou 2014, a Copa do Mundo foi um sucesso (tirando a participação da nossa seleção) os “gringos” amaram o Brasil. O ano agora é 2016, e já faz uma semana que o Rio de Janeiro abriga os Jogos Olímpicos, novamente, a preocupação com a língua.

O problema é que, diferente de 2014, dessa vez a língua tornou-se um problema; e dos grandes.

Na última semana, viralizou no Facebook um caso peculiar, de uma carioca que se recusou a responder um gringo – que aparentemente não falava português – pois se o sujeito estava no Brasil, era obrigação dele falar português.

 

Você deve até pensar: “Ah ok, a pessoa não era fluente em inglês”. Errado! Era fluente e negou-se a responder; e o pior, tentou gabar-se do ato nas redes sociais. E de uma coisas sabemos, a internet não perdoa.

Mas passado o caso, muitas pessoas com certeza se perguntam, como evitar casos semelhantes, ou melhor, como evitar casos semelhantes em que o gringo não se meta numa enrascada?

Foi pensando nisso que um grupo de publicitários, criaram um perfil no Twitter chamado Save My Ass.

O projeto nasceu ainda quando estudavam na Miami Ad School/ESPM, e data de 2014, pensando no período da Copa do Mundo. Bem, o projeto ficou engavetado até agora, e vamos combinar, não houve período mais interessante que não esse para liberá-lo.

Save-my-ass_prancha_1920_1920

A ideia dos publicitários Lucas Saicali, Will Viscaino, Fernando Junqueira e Leonardo Arcoverde é responder dúvidas de gringos em tempo real via o perfil. Sempre com uma linguagem irreverente e bem humorada.

Mas você deve tá pensando, como esses quatro podem responder dúvidas de todos os locais do Brasil? Bem, cada um vem de um lugar diferente, conhecendo diferentes estados e regiões, o que dá uma forte abrangência e cobertura a iniciativa.

O melhor de tudo, é uma ótima maneira de reestruturar a imagem brasileira, arranhada com o fato escabroso que já citei anteriormente.

savemy2

Para mais informações e conferir as dicas, siga o perfil @Save_MyAss no Twitter.

Isso é a publicidade agindo em torno de causas sociais e turísticas. O que vocês acham?

Clique aqui para comentar ( )