Inspirações

Você está perdendo dinheiro

Falar sobre publicidade e design para grandes empresas é fácil, afinal, a “glória” está ali, no Olimpo da comunicação. No entanto, devemos redirecionar nosso olhar para outro local além desse “Olimpo”, um lugar chamado planeta terra, no qual os meros mortais vivem.

O mercado de trabalho tem sido um tema bastante discutido por mim, até mesmo escrevi várias vezes sobre a complexidade de entrar no meio profissional da comunicação e sobre todo esforço e dedicação válidos para uma carreira sólida. Eu te pergunto: em meio ao caos, você já parou para pensar que a culpa pode ser sua?

Já ouviu falar nas pequenas e médias empresas? Sabe o varejo? Pois bem, aqueles logos horríveis e propagandas non sense são resultado da falta de profissionais atuando em prol de um mundo sem comic sans. Quantas empresas de pequeno e médio porte existem no Brasil hoje? Milhares, milhares de milhares e muito mais do que você imagina. Por isso eu me questiono o porquê muitas dessas empresas não possuírem uma boa comunicação.

Amigo, você está perdendo dinheiro!

Diversas pessoas pensam assim: “Falar é fácil, eu quero ver se o microempreendedor vai pagar o valor justo pelo serviço.” Se este é o seu pensamento eu sinto informar, mas está equivocado. Li vários artigos e simplesmente mudei opiniões pré-concebidas e cheias de achismos. O pequeno empresário não é o responsável por oferecer o serviço de publicidade ou design, É VOCÊ. o cara que vende prego, ele vende prego, não entende nada de análise crítica de mídia, É VOCÊ QUE CONHECE.

Vamos falar a realidade. Um micro-empresário não vai pagar por uma identidade visual ou uma propaganda na mesma proporção que a Nestlé. Esse é o primeiro ponto. Eu agora te pergunto, se o cara não pode pagar dez mil reais por uma logo, é correto rejeitar o job ou fazer de qualquer jeito? Claro que não.

Você está apenas perdendo dinheiro!

Não vou entrar no assunto da desvalorização do profissional e do mercado, afinal, eu não disse para fazer de graça, nem quase de graça. Só para deixar claro, eu sou contra o favorzinho e o faz baratinho.

O mercado de varejo, lojas de sapatos, roupas, enfim, uma gama enorme de pequenas lojas de bairro precisam de nós comunicadores. Imagine um mundo no qual os estabelecimentos mais humildes ganham qualidade na comunicação? Chega a ser utópico, infelizmente.

Quando passar por alguma loja de esquina comece a se perguntar “Será que eu posso melhorar as vendas deste lugar?” ou “Como seria esse logo se eu fizesse?” Comece a observar que em cada canto, cada esquina, alguém poderia ajudar o comerciante, então ofereça o serviço e cobre um preço justo e compatível com a realidade do cliente e a sua.

Comece a ganhar dinheiro!

Empenhe-se em aumentar as vendas da lojinha da esquina, um dia ela pode se tornar uma grande rede. O futuro é incerto, mas eu arriscaria tudo pela incerteza de algo pelo qual eu acredito. Sou louco? Talvez. Porém nunca me contentei em ficar esperando as coisas darem certo, faço minha parte e corro atrás.

Para finalizar, gostaria de dizer que podemos não conseguir mudar o mercado, no entanto se mudarmos nossa mente vamos chegar muito longe. Cabe a cada um ir atrás de metas estabelecidas, não deixando de se valorizar, nunca desprezando qualquer job, grande ou pequeno, faça-o com amor e dignidade.

Infelizmente cobramos barato demais ou deixar de fazer um serviço por achar que o cliente não vai pagar.

Somos comunicadores e se não soubermos vender, me desculpe, algo está errado.

Vá e venda!

Até a próxima!

Clique aqui para comentar ( )